Cantanhede é um dos cinco municípios subscritores de um protocolo que visa aprofundar a cooperação das respetivas CPCJ – Comissões de Proteção de Crianças de Jovens, com o apoio e acompanhamento da EAPN – Rede Europeia Anti Pobreza.

 O objetivo é promover a articulação entre as entidades envolvidas, para melhorar a resposta protetora nas suas áreas de competência territorial, através da troca de experiências e de boas práticas, da capacitação dos seus profissionais e da realização conjunta de atividades de sensibilização, informação e prevenção na área da proteção de crianças e jovens.

Em representação do Município de Cantanhede, assinaram o acordo a líder do executivo camarário, Helena Teodósio, e a presidente da CPCJ, Célia Simões, vereadora da autarquia cantanhedense que tem a seu cargo o pelouro da Ação Social. Foi no decurso do VI Encontro de CPCJ realizado no dia 8 de novembro em Montemor-o-Velho, cuja Câmara Municipal também participa no projeto, juntamente com a CPCJ local, à semelhança do que acontece com as entidades congéneres dos concelhos da Figueira da Foz, Mealhada e Mira.

O propósito é desenvolver ações de sensibilização e prevenção em parceria, realizar estudos, atividades e iniciativas conjuntas em áreas e temáticas comuns às CPCJ, criar condições para a organização e divulgação de atividades que valorizem as comunidades em que intervêm, bem como dotar de maior competência profissional os técnicos que, de forma direta ou indireta, lidam com situações de crianças e jovens em perigo.

Capacitar e melhorar a capacidade preventiva e interventiva dos membros das comissões, nomeadamente através de ações de sensibilização e/ou de formação, é outro dos objetivos inscritos no protocolo, que preconiza ainda a criação de processos e canais de comunicação eficazes entre as entidades signatárias.

Além disso, preconiza-se a otimização e rentabilização de esforços e recursos locais, no sentido de encontrar respostas conjuntas e/ou coordenadas para diminuir as situações de crianças e jovens em risco ou em perigo, e pretendendo-se igualmente facilitar o relacionamento interinstitucional para promover uma atuação mais profícua em cada um dos territórios.

 

Pedro Cardoso homenageado

No decurso do VI Encontro de Comissões de Proteção de Crianças e Jovens, o vice-presidente da autarquia cantanhedense, Pedro Cardoso, foi homenageado pelo seu desempenho enquanto presidente da comissão de Cantanhede durante 12 anos e pelo seu contributo à consolidação da cooperação das CPCJ.  Pedro Cardoso, recorde-se, cessou este ano as suas funções nesse âmbito, por ter atingido o limite de mandatos, e passou o testemunho a Célia Simões, vereadora responsável pelo pelouro da Ação Social que foi, entretanto, eleita para o cargo.  

 

 

Fonte: Município de Cantanhede