António Silva Quartet, “Inevitável” com Gileno Santana e Henrique Neto, Jogo de Damas Quartet, Inês Pimenta Quintet, Marcio Dhiniz Quartet e Dixie Gringos Jazz Band são os artistas da terceira edição do MeaJazz, que se realiza no centro da cidade da Mealhada, nos dias 6 e 7 de setembro. Este ano, o evento conta com uma componente desportiva e, tudo indica, que voltará a ter a presença de produtores da região. As entradas são gratuitas.

“É fácil fazer festas quando cobramos, difícil é fazê-las gratuitas”. É esta a justificação dada por Rui Marqueiro, presidente da Câmara da Mealhada, para mais um evento, promovido pelo Município da Mealhada, totalmente gratuito. “Os portugueses estão carregados de impostos e taxas, é nosso dever proporcionar um pouco de cultura, boa música e momentos de lazer a todos os munícipes, de igual forma”, enfatizou ainda o autarca.

Com um cartaz de artistas portugueses, mas também de alguns oriundos do Brasil, Rui Marqueiro defende que “é importante que as pessoas se habituem e este tipo de música, carregada de raízes e história”. “O programa é aliciante e conta com música variada”, elogiou ainda o edil, garantindo que a terceira edição do MeaJazz “‘prova’ a qualidade do projeto”, mas também “o reconhecimento público de muitas pessoas”.

Rui Marqueiro aproveitou a conferência de imprensa de apresentação do evento, que se realizou na manhã de sexta-feira, dia 26 de julho, nos Paços do Município, para destacar o facto de a grande maioria dos inquéritos da Festame (Feira do Município da Mealhada), respondidos pelos utilizadores dos expositores, classificarem o evento de “bom” ou “muito bom” em diversos parâmetros. “Queremos que o MeaJazz tenha o mesmo efeito no público”, referiu.

Aproveitando o mesmo exemplo, Paulo Rodrigues, administrador do Rei dos Leitões e patrocinador do MeaJazz desde a primeira edição, desejou que o êxito seja idêntico ao da Festame, certame do qual o restaurante também é o principal apoiante. “Durante a Festame, ‘sofremos na pele’ o êxito do evento”, referiu, elogiando o facto dos eventos da Câmara da Mealhada “não serem elitistas” e, por isso, merecerem o total apoio daquele que, em 2019, renovou, pelo terceiro ano consecutivo, o “Garfo de Ouro” do Guia Boa Cama Boa Mesa, do Expresso.

E o presidente da Câmara aplaude a colaboração. “O Rei dos Leitões e o Grande Hotel do Luso são duas entidades importantíssimas no Município. Estão do nosso lado e nunca se retiram da luta!”, enalteceu.

O MeaJazz, cuja produção artística e técnica está a cargo da Associação Cultural Motivos Alternativos e Escolíadas, terá ainda este ano uma vertente desportiva, na noite do dia 6 de setembro, com uma caminhada / corrida, antes dos artistas subirem ao palco situado no Jardim Municipal da Mealhada. “O percurso será centrado nas zonas de comércio do coração da cidade da Mealhada, no sentido de levar os participantes a conhecer os estabelecimentos comerciais na sede do Município”, informa ainda fonte da Autarquia.

Os interessados em mais informações devem ir consultando a página https://www.facebook.com/meajazz/.

 

Texto de Mónica Sofia Lopes

Fotografias de José Moura