A pequena aldeia de Ancas, no concelho de Anadia, volta a receber em 2019, mais concretamente, de 5 a 14 de julho, um festival de danças do mundo intitulado “Folk”. Serão dez dias de programação, com vinte e sete performances/espetáculos, onde passarão mais de cem músicos em palco e duzentos e quarenta membros de grupos de dança, provenientes de dois continentes. O festival conta com a colaboração de cinquenta voluntários que esperam receber cerca de três mil visitantes.

O FOLK ANCAS – Anadia vai para a sua décima segunda (2006-2017, com interregno de dois anos, em 2015 e 2016). “Tendo sido um projecto iniciado como Festival de Folclore de Ancas, contou no seu início com a parceria da GFER – Grupo Folclórico Etnográfico Recardães (Águeda) e de um histórico intercâmbio com o grupo turco ‘UHOT’ tendo evoluído posteriormente num outro conjunto de parcerias onde se destacam o Cancioneiro de Cantanhede/Folk Cantanhede e Rancho Folclórico de Paredes do Bairro (Anadia)”, explicam, em comunicado, os mentores da iniciativa – Club de Ancas / Associação de Solidariedade Social, Recreio, Formação e Cultura -, que acrescentam que “as danças do mundo, a música tradicional associada a um ambiente de festa e o apelo às raízes tradicionais dos diferentes povos e culturas deverão continuar a ser as referências do FOLK ANCAS – Anadia”.

Nesta edição de 2019 os espaços de concerto/dança e as atividades serão dispersas pela aldeia de Ancas, a sede do concelho anadiense, a estância termal da Curia e as freguesias vizinhas de Paredes do Bairro e Amoreira da Gândara, envolvendo ainda mais a comunidade.

O cartaz musical proposto é de inquestionável valor artístico, tendo os músicos um percurso marcado com presenças em diversos festivais (nacionais e internacionais) e todos eles com projeção mediática. A seleção, e segundo a organização, foi efetuada tendo em conta os objetivos do festival, a qualidade musical e o alinhamento possível.

Artesanato, mercado de produtos naturais, restaurante / gastronomia, bares, espaço holístico e campismo são muitos dos complementos do festival. Mais informações estão disponíveis em http://folk.clubedeancas.com/.

 

PROGRAMA

5 de julho > sexta-feira

21h 30m > Kimi Djabaté – Especial Às Sextas na Praça > Praça Juventude – Anadia

 

6 de julho > sábado

18 horas > Espiral Trio – Especial Concertos no Parque > Parque Curia

 

7 de julho > domingo

18 horas > The Youngsters & an Old Guy – Sunset Folk > Adega Luis Pato – Amoreira da Gândara

 

8 de julho > segunda-feira

22 horas > Cinema na Eira – 9 meses de Inverno e 3 de Inferno de João Pedro Marnoto > Auditório Rua das Tílias – Curia

 

9 de julho > terça-feira

22 horas> Cinema na Eira – Pelos Trilhos do Andarilho de Rodrigo Lacerda com GEFAC > Parque da AMIGA – Amoreira da Gândara

 

10 de julho > quarta-feira

22 horas> Cinema na Eira – A Água Dorme de Noite com GEFAC > Sede do Grupo Folclórico – Paredes do Bairro

 

11 de julho > quinta-feira

17 horas > Música Sénior do Club Sénior > Largo S. Geraldo – Ancas

18 horas > Grupo de dança turco Beylikdüzü Belediyesi Kültür İşleri Müdürlüğü > Largo S. Geraldo – Ancas

21h 30m > Espectáculo De Lá Para Cá: Cantando e Andando com GEFAC > Cineteatro Anadia

 

12 de julho > sexta-feira

17 horas> Gaiteiros “Os Carriços” > Largo S. Geraldo – Ancas

18 horas > Grupo de bombos “Bate Forte” > Largo S. Geraldo – Ancas

21h 30m > Cine-Concerto “Os Gaiteiros de Coimbra” de Tiago Velhinha Pereira e Tiago Sami Pereira e participação de: Paulo Bastos, João Vila, Os Gaiteiros “Ti Carriço”, grupo de bombos “Bate Forte” > Quinta Convivial – Ancas

23 horas > Banda Polk > Quinta Convivial – Ancas

 

13 de julho > sábado

18 horas> Música Sénior do Club Sénior > Parque da AMIGA – Amoreira da Gândara

19 horas > Grupo de dança turco Beylikdüzü Belediyesi Kültür İşleri Müdürlüğü | Parque da AMIGA – Amoreira da Gândara

21h 30m > Coletivo Ciranda > Quinta Convivial – Ancas

23 horas> Sebastião Antunes > Quinta Convivial – Ancas

 

14 de Julho > domingo

9 horas > Manhã Holística – QiGong, Yoga e Meditação por Toque d’Energia (Ana Rita Melo) e Abrigo das Irmãs (Vera Brandão e Sofia Brandão) > Lagoa Paúl – Ancas

14 horas> Danças do Mundo > Quinta Convivial – Ancas

 

– Rancho Folclórico “As Vindimadeiras” da Mamarrosa (Portugal)

– Gero Axular Dantza Taldea (País Basco – Espanha)

– Rancho Folclórico de Paredes do Bairro (Portugal)

– Folk Group “Dolina Dunajca” (Polónia)

– Folk Dance Group “Marula” (Geórgia)

– Beylikdüzü Belediyesi Kültür İşleri Müdürlüğü (Turquia)

 

21h 30m > Sara Alhinho > Quinta Convivial – Ancas

 

 

Fonte: Club de Ancas