Discurso Helena Teodósio, presidente da Câmara de Cantanhede:

 

As minhas primeiras palavras são dirigidas aos representantes da comunicação social, a quem agradeço desde já a presença naquele que é o primeiro ato público da edição da Expofacic/2019.  

Muito obrigada por terem correspondido mais uma vez ao convite para esta conferência de imprensa, no âmbito da profícua cooperação que têm mantido com a comissão organizadora, o que me leva a reiterar-vos desde já o meu mais vivo reconhecimento pela vossa inestimável contribuição ao processo que fez do certame aquilo que ele é hoje.

Como sabem, a organização de um evento desta natureza envolve sempre muita gente e muitas entidades, todas elas importantes na concretização de certos objetivos, mas além disso temos a felicidade de contar com a colaboração de alguns parceiros indispensáveis, um dos quais é sem dúvida a Comunicação Social.

Sabemos bem o quanto o vosso trabalho tem sido crucial para a notoriedade da Expofacic, sabemos bem o quanto a perceção do evento em todas as suas dimensões depende desse trabalho e estamos-vos muito gratos por isso.

Na edição deste ano alimentamos naturalmente a expetativa de que continuarão a dar ao evento o tratamento informativo à medida da sua repercussão sociocultural e económica, pelo que, da nossa parte, da parte de todos os elementos da comissão executiva, podem contar sempre com a maior abertura e disponibilidade no sentido de facilitarmos o exercício da vossa atividade.  

Muito obrigado a todos, mais uma vez!

 

A minha segunda nota é para assinalar a presença dos elementos da comissão de honra, que integra, à semelhança do ano passado, representantes dos partidos políticos com assento na Assembleia Municipal, designadamente o PSD, o PS e a CDU.

Não tenho qualquer dificuldade em afirmar que a Expofacic sempre foi e continua a ser uma causa comum a todas as forças políticas que integram os órgãos municipais, tal como é uma causa comum de todos os agentes socioeconómicos e culturais do concelho, como de resto tem ficado demonstrado desde a primeira edição.    

 

Posto isto, irei fazer uma apreciação a alguns aspetos genéricos, deixando os detalhes da organização e da programação para o Eng.º Idalécio de Oliveira, que na qualidade de presidente do Conselho de Administração da INOVA-EM coordena a gestão financeira, administrativa e logística do certame.

Sobre a expetativa que tenho nesta altura, direi que há muitas e boas razões para confiar que a edição deste ano corresponderá às ambições de todos os intervenientes, a começar naturalmente pelos elementos da comissão organizadora.

Como é do conhecimento geral, a Expofacic parte para esta edição com estatuto bastante reforçado com a conquista de dois prémios: o Prémio Cinco Estrelas Regiões/2019, por ter sido considerada a melhor das Festas, Feiras e Romarias da região, e sobretudo o Iberian Festival Award, por ter sido eleita pelo público como a Melhor Festividade da Península Ibérica, ao ter vencido uma shortlist de 10 eventos nomeados, cinco dos quais espanhóis.

Suponho que ninguém me levará a mal por enfatizar a importância da conquista deste prestigiado galardão criado em Espanha para reconhecer a qualidade organizativa dos festivais de música da Península Ibérica, mas se o faço é apenas para dizer que o consideramos tão valioso quanto responsabilizante.

Responsabilizante no sentido em que a comissão organizadora interpreta o reconhecimento inerente à atribuição do   Iberian Festival Award como mais um desafio à nossa capacidade de fazermos ainda mais e ainda melhor para corresponder às expetativas dos diferentes públicos alvo, tirando o melhor partido do trabalho e do entusiasmo das pessoas que participam diretamente na organização, sem esquecer o precioso contributo de todas as entidades envolvidas.

 

Além disso, quero destacar ainda o facto de, como habitualmente, as inscrições terem sido encerradas em poucos dias, com uma procura de empresas interessadas em participar bastante superior à oferta, o que volta a confirmar a ideia de que os agentes económicos encaram a Expofacic como uma excelente oportunidade para promoverem os seus produtos e serviços.

Não ignoramos que a Expofacic é, antes de mais, uma grande feira de atividades económicas, a maior do país no seu género, e essa é uma vertente que queremos valorizar ainda mais, facultando às empresas as melhores condições de participação possíveis, não apenas do ponto de vista da distribuição dos espaços, mas também no que respeita aos serviços de apoio e ao programa fortemente atrativo e mobilizador.

 

Daí as propostas destinadas a renovar o interesse de diferentes públicos e dar ainda maior expressão ao certame, aumentando por essa via o seu impacto a nível nacional e internacional, objetivo também inerente à aposta numa linguagem renovada do ponto de vista promocional, uma linguagem moderna e particularmente criativa, em especial para os mais novos. 

 

Além da qualidade do cartaz de espetáculos do palco principal, é de referir a diversidade da oferta musical para diferentes públicos e que também contempla as tendências mais apreciadas atualmente pela juventude.

Tudo isto no âmbito de uma estratégia de enquadramento adequado de todas as valências, como as tasquinhas, que vão ser de novo, com certeza, um dos sectores mais visitados do evento, em função do notável trabalho que as entidades associativas locais aí desenvolvem.

Visitar a Expofacic quer dizer também ir jantar à Expofacic, no que se tornou já numa proposta obrigatória em qualquer roteiro de férias da Região Centro e até do País.

Depois temos a grande dinamização cultural assegurada pelas associações, que fazem do certame a grande celebração da identidade do concelho, uma festa da cultura, das tradições e do património, cumprindo exemplarmente o papel que lhes cabe nesse campo durante os onze dias do certame.

De salientar também a participação das escolas, que este ano vão dispor de um novo espaço para evidenciarem o valor dos projetos educativos que desenvolvem, designadamente a tenda de grandes proporções que vai ser instalada no relvado.

E finalmente ainda uma referência particular às juntas de freguesia, que se farão representar com o que de melhor existe nas comunidades locais, dando ainda o devido enquadramento institucional à participação das coletividades.

 

Das novidades deste ano, quero frisar o interesse de três exposições, nomeadamente a da Força Aérea, a da bienal de arte, que é organizada pela primeira vez e a exposição do pintor Mário Silva, no que será a primeira ação com o valioso espólio que a família do conceituado artista plástico colocou à guarda da Junta de Freguesia da Tocha e da Câmara Municipal de Cantanhede.   

Sobre a bienal de arte, este ano dedicado à pintura e ao desenho, quero enaltecer a Associação Empresarial de Cantanhede pelo seu envolvimento direto no projeto, ao partilhar com a Câmara Municipal e a INOVA-EM os encargos dos prémios a atribuir aos três primeiros classificados por um júri já constituído para o efeito.

 

Trata-se de um gesto que merece o nosso maior apreço e que (se dúvidas houvesse) confirma o por demais demonstrado interesse da AEC em colaborar na valorização a Expofacic.

Muito obrigado à direção, na pessoa do seu presidente, Dr. Luís Roque, pela colaboração.  

 

Ex.mos Senhores representantes da comunicação Social

Caríssimos convidados

 

Por tudo o que referi e pelo muito que haveria a dizer, a Expofacic é um acontecimento marcante na região e no país.

É-o sob vários pontos de vista, incluindo naturalmente o da atratividade turística.

Creio poder afirmar que se trata de um produto turístico estruturado, bem estruturado, e que tem a particularidade de evidenciar o enorme potencial de outros produtos turísticos do concelho e da região, como a gastronomia, a cultura, o património, as tradições locais, o vinho e o enoturismo, entre outros, sem esquecer a forte atratividade dos espetáculos.

Daí o nosso entendimento de que o Turismo Centro de Portugal , concretamente o nosso amigo Pedro Machado irá ser sensível e justo relativamente à real dimensão e importância do certame, enquadrando o apoio nos termos adequados à sua dimensão.

A terminar, apenas uma nota para agradecer a todos os elementos da equipa responsável pela organização do certame o modo inexcedível como têm trabalhado os aspetos administrativos, operacionais e logísticos empenhando-se de forma exemplar para atingir o grande objectivo de continuar a ter uma Expofacic diferenciadora, atractiva e dinâmica, uma Expofacic de referência para o região e para o país. É um privilégio trabalhar convosco.

 

Muito obrigada a todos!

 

Galeria de fotografias, de José Moura, em https://www.facebook.com/bairradainformacao/