O selecionador nacional de futebol, Fernando Santos, assistiu, na Mealhada, a um autêntico corrupio de estrelas desportivas do município. Na Gala, que homenageia todos aqueles que se destacaram na época passada em diversas modalidades, o aplauso coletivo, e de pé, foi para o “mister” português homenageado com o Prémio Prestígio e Excelência pelo primeiro lugar atingido no Europeu de Futebol em 2016.

Foi com emoção que o distinguido “Melhor Selecionador do Mundo” voltou a rever as imagens do último jogo na final do Europeu de futebol. Ali, cerca de quatro centenas de pessoas tornaram a gritar “golo” ao remate de Éder, que ditou que Portugal se sagrasse campeão.

“Continua a ser um momento bonito, de Portugal e dos portugueses”, começou por dizer, garantindo que “‘sem vocês’ dificilmente tínhamos alcançado este triunfo”. E recordando o verão de 2016, em Marcoussis, França, o selecionador nacional confessou que “em muitos momentos, foram os portugueses à porta do Centro onde estagiamos, mas também os que víamos em Portugal quando ligávamos a televisão, que nos empurraram”. “No final, ficámos tão contentes por nós, como por vós”, rematou.

E foi das mãos do presidente da Câmara da Mealhada, Rui Marqueiro, que o selecionador nacional recebeu o galardão. “É com alegria e honra, mas também muita emoção, que entrego este prémio”, disse, com voz embargada, o autarca.

Com apresentação da “prata da casa”, Francisco Aleixo e Rita Pereira, durante duas horas, a Gala foi desvendando os grandes vencedores da noite. Assim, os seniores do Futebol Clube da Pampilhosa sagraram-se Equipa do Ano; Luís Rosa, ginasta na Academia Cantanhede Gym, foi a Revelação do Ano; e Patrícia Peralta, do Andebol da Casa do Povo da Vacariça, Dirigente do Ano.

Luís Ferreira, do Hóquei Clube da Mealhada, recebeu o prémio de Treinador do Ano; e Adriano Almeida, da equipa de juvenis do Sporting Clube de Portugal, atleta do ano. O Centro Recreativo de Antes viu-se reconhecido como Associação Desportiva do Ano.

Os grandes prémios ficaram guardados para o final, com Álvaro Castela, “Varito”, ex-futebolista no Grupo Desportivo da Mealhada, onde iniciou carreira aos catorze anos e só saiu passados vinte, foi agraciado com o Prémio Carreira, recebido pela sua esposa. Do mesmo clube, e outrora praticante e dirigente, Mário Saraiva levou para casa o “Alto Prestígio”.

O Prémio Incentivo foi entregue à equipa de basquetebol feminina do Centro Recreativo de Antes, criada na época de 2017 / 2018, e que actualmente participa no Campeonato Distrital de Sub14. José Malta, actualmente tesoureiro do Pampilhosa, cargo que não deixa mesmo atravessando alguns problemas de saúde, recebeu o Prémio Dedicação.

O Mérito Desportivo foi entregue a duas dezenas de atletas, numa Gala animada por Cláudio Da Paula, Michel Osório Filipe e Fábio Rocha com o Ballet do Hóquei Clube da Mealhada e ainda os “Dance with Heart” do Atlético Clube de Luso.

 

Texto de Mónica Sofia Lopes

Galerias de fotografias, de RODRIGO MORTÁGUA, em https://www.facebook.com/bairradainformacao/