A Câmara Municipal da Mealhada promove, em julho, agosto e setembro, as “Aventuras de Verão”, um programa de ocupação de férias escolares das crianças do concelho da Mealhada, que, este ano, conta com o apoio organizativo de nove instituições locais.

“A rede social da Mealhada identificou vinte e duas crianças com idades dos seis aos catorze anos, com necessidade efetiva de apoio no que concerne à sua ocupação em tempo de férias de Verão. A Câmara Municipal, consciente das suas responsabilidades sociais, entendeu que devia alterar um pouco a filosofia de gestão do programa ‘Aventuras de Verão’ e envolver neste projeto as instituições concelhias, mormente as de solidariedade social, uma vez que foi este o objetivo subjacente à criação das ‘Aventuras de Verão’. E as instituições aceitaram de bom grado o desafio e serão elas que, com o apoio do Município, irão acolher as crianças oriundas de famílias carenciadas, até ao início das aulas, em setembro”, explicou o vereador da Ação Social, Nuno Canilho.

De acordo com o autarca, “basicamente o que vai acontecer é: os vinte e dois beneficiários do programa irão ocupar as férias de Verão no Centro de Assistência Paroquial de Pampilhosa (CAPP, AD ELO – Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego, Associação Desportiva Cultural e Recreativa de Antes (ADCRA), Jardim de Infância Dr.ª Odete Isabel (JIDOI), Jardim de Infância de Sant’Ana, Centro Social da Freguesia de Casal Comba, CADES – Cooperação Artística, Desportiva, Educativa e Social, na Santa Casa da Misericórdia da Mealhada e na Associação dos Jovens Cristãos de Luso (AJCL). A Câmara Municipal contribuirá com a oferta de oportunidades para um programa de animação, nomeadamente cultural, que as nove instituições aderentes poderão aproveitar também para disponibilizar às outras crianças beneficiárias dos seus próprios programas. É, portanto, um compromisso de colaboração que beneficia todas as partes, na medida em que todas acabam por ganhar com esta cooperação”.

Para 2019, a Câmara Municipal da Mealhada está já a ponderar um eventual alargamento das “Aventuras de Verão” a adolescentes/jovens oriundos de famílias socialmente desfavorecidas, bem como a outros períodos de interrupção letiva. “É algo que está em aberto. Vamos ver como decorre esta cooperação entre as partes – Município e instituições -, avaliar as condições e tomar decisões”, explicou o vereador da Ação Social.

 

Fonte: Município da Mealhada