O executivo municipal da Mealhada aprovou, na manhã de ontem, um apoio de 30.656 euros ao Centro Social da Freguesia de Casal Comba para ajuda na aquisição de uma viatura de transporte de crianças.

A necessidade da compra da viatura prende-se pelo facto uma das viaturas da instituição ter atingido o limite de idade possível para transporte de crianças – 15 anos -, criando um constrangimento à instituição no serviço prestado às crianças e suas famílias. Neste momento, nas respostas de Creche, Atividades de Animação e Apoio à Família e Centro de Atividades de Tempos Livres, o Centro Social da Freguesia de Casal Comba tem enquadradas cerca de uma centena de crianças.

O orçamento pedido para a viatura em questão ronda os 69.500 euros, tendo a Câmara da Mealhada decidido apoiar com 44,11% desse valor, utilizando assim o mesmo critério aquando da verba disponibilizada para ajuda na compra de um autocarro adquirido pela Misericórdia da Mealhada.

Na mesma sessão, Sónia Branquinho, vereadora eleita pela coligação «Juntos pelo Concelho da Mealhada», questionou o executivo sobre a data prevista para recolocação da escultura do Largo do Garoto. «Sabemos que foi feita uma intervenção por parte da Junta de Freguesia, mas quando será recolocada no seu lugar?», perguntou. Em resposta, a vereadora Arminda Martins garantiu que «a única situação pedida à Câmara, pela Junta, foi a da limpeza do tanque, com a nossa máquina, e isso já foi feito».

«Há uma casa devoluta, em ruínas, junto ao prédio da Rádio (Clube da Pampilhosa) que tem um banco encostado onde costumam estar idosos. Dado o perigo, seria bom que o banco fosse retirado», alertou Sónia Branquinho, garantindo que «a casa oferece perigo até para quem passa». Guilherme Duarte, vice-presidente da Câmara da Mealhada, explicou que «o dono da casa está na Líbia, mas que já foi notificado mais do que uma vez para esta situação». «Até porque as telhas do edifício estão soltas», rematou.

 

Mónica Sofia Lopes