O núcleo de matérias perigosas da Unidade de Emergência de Proteção e Socorro (UEPS) da GNR informa, em comunicado, que “procedeu à descontaminação de cerca de 2 400 ambulâncias e de 70 instalações, desde o início da pandemia COVID-19, até hoje. Esta estrutura, que integra cerca de 60 militares, altamente especializados em matérias perigosas e agentes NRBQ (nucleares, radiológicos, biológicos e químicos), tem sido empenhada diariamente para conter a propagação da pandemia”.