Anadia está confiante em vir a ser Cidade Europeia do Desporto em 2020, decisão que pode ser conhecida já no próximo mês de janeiro. Numa conferência de imprensa, que decorreu ao final da tarde de ontem (dia 31 de outubro), no Centro de Alto Rendimento / Velódromo Nacional, em Sangalhos, representantes das entidades envolvidas no apoio à candidatura foram unânimes em considerar que “Anadia já ganhou”, pela capacidade que teve em envolver “toda a região Centro”, em todo o processo, durante os últimos meses.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

“Dizemos sim a esta candidatura pelo que ela representa na região e no país”, começou por dizer Pedro Machado, presidente do Turismo Centro de Portugal, destacando “a mobilização forte, que conta com o apoio dos cem municípios que aqui represento, e impulsiona o turismo desportivo, ajudando no combate à sazonalidade, se pensarmos que se pode enquadrar em outras ofertas, tais como, o enoturismo, a cultura, etc.”. Para além disso, Pedro Machado considera que esta candidatura dá sustentabilidade à região Centro e “cria condições para um país mais equilibrado e mais justo”.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Ribau Esteves, presidente da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro, manifestou o total apoio da entidade que representa, elogiando “a caminhada de honra, glória e interesse” que a candidatura teve. “Que este processo seja mais um contributo para a cidadania europeia”, disse Ribau Esteves, garantindo que “não é um processo episódico, mas de continuidade!”.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

E é esse trabalho de continuidade que Jorge Sampaio, vice-presidente da Câmara de Anadia e responsável pela ação do Desporto no município, explica como sendo uma das bases da candidatura. “É natural e passa por uma estratégia que está delineada há muitos anos”, referiu o autarca, garantindo que em Anadia “o desporto é para todos” e os munícipes têm ao dispor “excelentes infraestruturas”. “Anadia, a par com Jamor e Rio Maior, tem um dos maiores centros de alto rendimento do país”, enalteceu.

O autarca destacou ainda ter sido Anadia o primeiro Município “a dar a partida” nesta candidatura (onde estão Odivelas e Penafiel), justificando que “quando decidimos ir a jogo, vamos com determinação e coragem. Vamos com quem tiver que ser porque não vamos a jogo contra a ninguém, vamos por Anadia e pelos anadienses”. “Esta candidatura é para o desporto jovem, para a população acima dos sessenta e cinco anos e para a população em geral. É ainda do desporto adaptado e paralímpico e do desporto de alto rendimento. É uma candidatura que quer o desporto para todos!”, continuou.

Jorge Sampaio enfatizou ainda o facto desta “ser pensada para o futuro. Para depois de 2020”. “Pelas entidades que juntou, já ganhou! Para além disso, conseguiu ser uma candidatura dos anadienses e das associações desportivas e não da Câmara Municipal”, concluiu o vice-presidente da Autarquia.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Teresa Cardoso, presidente da Câmara, manifestou o desejo que tem em que Anadia se torne Cidade Europeia do Desporto 2020. “Está à vista de todos o que cada Município fez e não pode haver dúvidas de que Anadia seja a vencedora. Cumprimos os prazos indicados no regulamento e trabalhámos arduamente durante dezoito meses. A candidatura esteve sempre presente no nosso dia-à-dia”, disse a edil, elogiando o “empenho, criatividade e entusiasmo” que, na sua opinião, só podem ter um desfecho positivo. “Não queremos uma vitória moral. Queremos uma vitória à altura da nossa história!”, enfatizou.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Gian Francesco Lupattelli, presidente da Associação das Cidades Europeias do Desporto Europe, que realiza até hoje a última visita de avaliação ao concelho anadiense, elogiou a grande capacidade que Anadia teve “em fazer um programa bom, interessante e de valor”.

 

Reportagem de Mónica Sofia Lopes

Galeria de fotografias, de JOSÉ MOURA, em https://www.facebook.com/bairradainformacao/