O Lago de Luso terá melhores condições de fruição quando terminadas as obras de reparação do aluimento junto ao Pavilhão Municipal de Luso e toda a intervenção na zona envolvente, uma obra que ascende a meio milhão de euros.

Os trabalhos em curso incluem a melhoria de condições de estabilidade do lago, a melhoria de mobilidade de pessoas nos percursos circundantes ao lago e será permitido acesso a veículos motorizados em algumas zonas. A garantia é dada por Rui Marqueiro, presidente da Câmara da Mealhada, que explica ainda que toda a intervenção prevista custará cerca de meio milhão de euros aos cofres do Município.

A intervenção foi motivada pela inesperada abertura de um buraco com cerca de oito metros de profundidade, junto ao pavilhão do Luso, resultante das fortes chuvas ocorridas em abril. Mas a obra é mais abrangente do que apenas a correção do buraco. “Neste momento, o que está a decorrer, em termos de trabalhos, é refazer toda a parede do lago, que estava em muito más condições de segurança”, refere o autarca da Mealhada, explicando que para tal foi necessário drenar completamente o lago e interditar toda a zona, por questões de segurança.

Após os trabalhos preparatórios, “a obra mais importante que vai ser feita é o desvio das águas que provocaram o buraco (desabamento) que tem oito metros de profundidade”. Segundo Rui Marqueiro, “o que vai ser feito é um coletor que suporte o peso dos oito metros de terra em cima dele, que colherá as águas e as enviará para a ribeira”. “É uma obra absolutamente fundamental, porque estamos em crer, com os estudos que temos de georradar e vídeo, que estas águas foram as grandes responsáveis pelo desabamento verificado”, sublinha o autarca.

Também as redes da cafetaria e da piscina, situadas nas proximidades do lago, tiveram que ser intervencionadas já que estão todas interligadas. Rui Marqueiro garante abrir ambas “logo que seja possível”. “Não podíamos ter o espaço aberto sem segurança. Eu bem sei que isto custa muito aos lusenses, mas acreditem que a pessoa que está mais inconformada com tudo isto sou eu, porque sou o primeiro responsável municipal e porque gosto muito do Luso, mas tenho esperança de que, no mais curto espaço de tempo possível, tudo ficará como dantes ou melhor”, argumenta o presidente da Câmara.

Para além esta intervenção de quinhentos mil euros (que inclui a regularização de uma derrocada no centro do Luso) a Câmara da Mealhada tem outros investimentos já previstos para a vila termal. Em fase de projeto estão duas importantes obras: o parque de estacionamento e o edifício do cinema, que representam um investimento global de 1,5 milhões de euros e deverão avançar em 2019.

 

Fonte: Município da Mealhada