Nos próximos dias 24 e 25 de janeiro de 2019, investigadores, profissionais de saúde, agências reguladoras de medicamentos, indústria farmacêutica, organizações científicas e universidades de vários países vão reunir-se no Convento São Francisco, em Coimbra.

A Conferência de Farmacovigilância em Oncologia (Pharm+V) traz a Portugal cerca de 200 profissionais ligados ao sector da saúde para debater a segurança durante as atividades realizadas em todo o ciclo de vida dos medicamentos utilizados em Oncologia.

Esta é uma iniciativa que surge no âmbito do projeto europeu ONCONET SUDOE, cujo objetivo principal é gerar uma rede de cooperação em Oncologia entre centros de investigação, universidades, instituições de saúde e empresas.

Programa e inscrição disponível em http://pharmplusv.com/.

Equipa de investigadores da  ONCONET SUDOE  apresentada resultados de um inquérito realizado em Portugal, Espanha e França, sobre Farmacovigilância

 

Presente em Portugal, o projeto europeu ONCONET SUDOE – Rede Europeia de Cooperação em Oncologia, tem como principal objetivo criar uma área de cooperação em Oncologia, colocando em contacto centros de investigação, universidades, unidades de saúde e empresas de Portugal, Espanha e França. O projeto foi cofinanciado pelo Programa Interreg Sudoe através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER). A realização do Pharm+V – Conferência de Farmacovigilância em Oncologia conta ainda com o apoio do AIBILI, através da Unidade de Farmacovigilância de Coimbra, e do INOV C. A Unidade de Farmacovigilância de Coimbra é uma Unidade Regional do Sistema Nacional de Farmacovigilância apoiada pela Autoridade Nacional de Medicamentos e Produtos de Saúde (INFARMED, IP). O INOV C é um projeto estratégico cofinanciado pelo Centro 2020 através do FEDER com o objetivo de consolidar a Região Centro enquanto referência nacional na criação de produtos e serviços resultantes de atividades de Investigação & Desenvolvimento.