O Município de Anadia vai celebrar um protocolo com a Direção-Geral dos Assuntos Consulares e Comunidades Portuguesas para a criação do Gabinete de Apoio ao Emigrante (GAE) em Anadia. A minuta do protocolo foi aprovada na última reunião de executivo, no passado dia 4 de agosto.

Os GAE são estruturas de apoio aos cidadãos portugueses que estão emigrados, aos que regressam a Portugal e aos que pretendam iniciar um processo migratório. Têm como objetivo apoiar e informar os referidos cidadãos nas áreas social, jurídica, económica e empresarial, educação, emprego, formação profissional, entre outras, orientando-os para os serviços públicos vocacionados para o esclarecimento de dúvidas ou para a resolução de problemas mais específicos, e ainda aconselhar e informar os cidadãos portugueses que pretendam emigrar.

Segundo um comunicado municipal “Anadia é um concelho de grande emigração. Basta recordar os finais do século XIX e as décadas de sessenta e setenta do século passado. Luxemburgo, França, Alemanha, Suíça, Estados Unidos, Venezuela, Brasil e Canadá são os principais países de acolhimento dos vários milhares de anadienses”.