A Assembleia de Militantes da concelhia de Cantanhede do PSD aprovou por unanimidade a proposta da Comissão Política de Secção de indicar Helena Teodósio como cabeça de lista da candidatura do partido à Câmara Municipal nas próximas eleições autárquicas. O comunicado chegou à redação do «Bairrada Informação», poucas horas depois do secretário-geral do PSD, José Silvano, ter garantindo, em conferencia de imprensa que “a Comissão Politica Nacional deliberou dar poderes à comissão permanente, que reúne todas as semanas, que para estes casos – atuais presidentes de Camara que se podem recandidatar) -, logo que o queiram fazer – no tempo e na forma que o entenderem – nós homologamos na própria semana”.

 

O resultado da votação realizada por voto digital secreto na noite de ontem, 1 de março, no decurso de um plenário por videoconferência, foi já comunicado à Comissão Política Distrital e à Comissão Política Nacional dos sociais democratas, que deverão agora ratificar/pronunciar-se e homologar, respetivamente, a recandidatura da atual líder do executivo camarário cantanhedense, que será, terá depois a “apresentação” pública.

Para o presidente da Comissão Política da Secção de Cantanhede do PSD, Pedro Cardoso, “o desfecho da votação foi o que se antecipava, uma vez que os militantes estão perfeitamente conscientes de que o valor político da liderança proactiva, da experiência e da assertividade da gestão da Dr.ª Helena Teodósio na Câmara Municipal é um grande trunfo para o partido nas próximas autárquicas”. Segundo o também vice-presidente da autarquia “os resultados dessa liderança estão bem à vista de todos, quer do ponto de vista dos avanços registados no concelho, que deu efetivamente passos importantes em todos os domínios, mas também ao nível do equilíbrio financeiro da instituição”.

Pedro Cardoso lembra que “apesar de, no atual mandato, o Município de Cantanhede ter sido confrontado com várias ocorrências com impacto muito significativo nas contas da Câmara Municipal, como os grandes incêndios, o furacão Leslie e, desde o início de 2020, a pandemia de Covid-19, a verdade é que houve avanços muito relevantes em termos da valorização das infraestruturas e dos equipamentos coletivos, bem como ao nível do reforço da coesão social.  Face ao extraordinário trabalho realizado e ao balanço extremamente positivo do atual mandato, creio que o sentimento generalizado partilhado pelos munícipes é o de que a Dr.ª Helena Teodósio garante a consolidação do processo de desenvolvimento do concelho”, refere o presidente da Comissão Política da concelhia de Cantanhede do PSD, que destaca ainda como argumentos decisivos da recandidatura da atual presidente da Câmara Municipal de Cantanhede “a sua comprovada experiência autárquica, a reconhecida capacidade de gestão, o excelente relacionamento com as forças vivas do concelho, designadamente o movimento associativo, as IPSS’s, as escolas e os agentes económicos”.

Natural de Covões, onde reside habitualmente, Helena Teodósio é casada e mãe de dois filhos. Possui duas licenciaturas, uma em História, outra em Gestão e Administração Pública, bem como uma pós-graduação em Direito da Banca, Bolsa e Seguros.

Do ponto de vista profissional, integra os quadros do Banco de Portugal, tendo interrompido a sua carreira na instituição para abraçar a atividade autárquica na Câmara Municipal de Cantanhede, no mandato de 2002 a 2005. Seguiram-se 12 anos como Vice-Presidente da autarquia, percurso político que culminou com a sua eleição como Presidente da Câmara em 2017, sendo responsável pelos pelouros do Planeamento Estratégico e Desenvolvimento Económico, Gestão Financeira, Planeamento e Contratação Pública, Gestão de Recursos Humanos, Obras Municipais e Inovação e Modernização Administrativa, entre outros.

Atualmente, é também presidente do Conselho de Administração do Biocant, membro do Conselho Geral da Associação Nacional de Municípios Portugueses, Vice-Presidente dos ASD-Autarcas Sociais-Democratas e do seu currículo constam ainda outros cargos de relevo, entre os quais os de Presidente do Conselho Fiscal da AREAC-Agência Regional de Energia e Ambiente do Centro, membro do Conselho de Administração da INOVA – EM, Secretária da Mesa da ABAP – Associação Beira Atlântico Parque e Presidente do Conselho Fiscal da ADELO – Associação de Desenvolvimento Local da bairrada e Mondego. 

 

 

Fonte: Comissão Política da Secção de Cantanhede do Partido Social Democrata