A BebéVida, banco de tecidos e células, foi distinguida em 2019, pela 3.ª vez, com o Prémio de PME Excelência, uma distinção atribuída pelo IAPMEI em conjunto com a Banca Nacional e que mede entre outros o nível de autonomia financeira, a rendibilidade do capital próprio e a evolução do volume de negócios de cada uma das pequenas e médias empresas portuguesas.

“Esta distinção é para nós muito importante, porque espelha o nosso empenho e dedicação em satisfazer as necessidades dos portugueses. Escolher um laboratório sólido financeiramente e 100% português, escolher uma empresa 100% portuguesa, faz agora mais sentido do que nunca”, afirma Luís Melo, administrador da BebéVida. “Este é um reconhecimento atribuído às empresas que se destacam a fazer mais e melhor por Portugal e, por essa razão, a BebéVida quer continuar junto dos portugueses a funcionar 100% online para esclarecer todos os futuros pais e famílias”, conclui.

Das mais de 300 000 pequenas e médias empresas existentes em Portugal, apenas 2337 tem este estatuto, sendo que apenas 335 são da área de serviços e menos ainda operam na área da saúde. No setor de bancos de tecidos e células especializados na criopreservação de células estaminais, a BebéVida é única.

A BebéVida é o único laboratório de criopreservação em Portugal e um dos seis privados a nível mundial reconhecido pela acreditação internacional FACT Netcord, a mais completa distinção que um laboratório pode obter.  Com um laboratório construído de raiz em instalações próprias no Porto, a BebéVida oferece uma solução segura, acessível e de qualidade a todos os pais que procuram um banco para criopreservar as células estaminais do sangue e tecido do cordão umbilical dos seus filhos.

 

 

Imagem com Direitos Reservados