A clínica de fisioterapia avançada e desempenho, “Statherapy”, da Santa Casa da Misericórdia da Mealhada, abriu, oficialmente, na tarde da passada terça-feira, 15 de outubro, num dia de festa para a instituição que assinalou, cento e treze anos de existência. Um serviço que começa com o conhecimento e experiência dos especialistas “da casa” e termina, assim o pretende a instituição, com o “bem-estar das populações”.

Abriu ao público no final do mês de julho e o balanço não podia ser melhor. “Em três meses já realizámos meio milhar de sessões”, garantiu Luís Ventura, diretor técnico da “Statherapy”, que começou por explicar, aquando de cerimónia, que a clínica que dirige “procura intervir de forma holística, com vários técnicos da área, oferecendo um vasto e específico leque de tratamento e técnicas, baseadas em evidência científica, de forma a proporcionar a máxima saúde, satisfação e bem-estar aos nossos pacientes”. “Na ‘Statherapy’ cada paciente é caso único e irrepetível”, afiança.

E Bruno Peres, diretor-geral da Misericórdia da Mealhada, vai mais longe e garante que “se só tratarmos a doença, andamos a correr atrás do prejuízo” e que “evitar as doenças será o desígnio dos próximos séculos”. Declarações que corroboram com aquilo que se pretende para a nova oferta. “Não basta as pessoas estarem saudáveis, é importante que se sintam bem”, acrescentou, congratulando-se com a criação da clínica, que foi, na passada terça-feira, oficialmente apresentada ao público.

“É um projeto muito interessante que surge do interior do Hospital Misericórdia da Mealhada e que representa a evolução e especialização de recursos, nomeadamente, de pessoas que cresceram profissionalmente connosco”, elogiou Bruno Peres, agradecendo à mesa administrativa da instituição “a abertura em desenvolver mais um serviço ligado à saúde”. “O bem-estar é muito importante para a comunidade”, concluiu.

A clínica, situada na Urbanização Quinta dos Coutos, perto da unidade hospitalar da Misericórdia da Mealhada, agrega várias áreas de especialização, tanto ao nível da Fisioterapia Avançada, como aos níveis da Osteopatia, Pilates, Reeducação Postura Global e Fisioterapia Desportiva, Invasiva, Dermato-funcional ou Neurológica.

Na inauguração, perante dezenas de convidados, João Peres, provedor da Santa Casa da Misericórdia da Mealhada, assumiu que “o desenvolvimento de valências em prol do bem-estar da população” é uma missão que a instituição que dirige tem que ter sempre como principal prioridade.

O dia festivo terminou com uma missa, no Salão Nobre do Lar Cânova Ribeiro, presidida pelo pároco da Mealhada, Padre Rodolfo Leite.

 

Mónica Sofia Lopes