Decorreu ao final da tarde do dia 17 de julho, no Museu do Vinho Bairrada, na cidade de Anadia, a conferência de imprensa de apresentação da décima segunda edição do Rali Africa Eco Race. Como habitualmente, as verificações administrativas e técnicas terão lugar na estância balnear francesa de Menton, nos dias 3 e 4 de janeiro de 2020.

A partida oficial será dada dia 5 de janeiro no Principado do Mónaco, no lendário circuito do Grande Prémio de Formula 1. A caravana do rali seguirá depois para Sète, onde se  efetuará o embarque no “ferry-boat”, que irá transportar todos participantes do rali até ao  porto de Nador em Marrocos.

A travessia do Mediterrâneo, decorrerá ao longo de duas noite e um dia, proporcionando   todos os concorrentes, assistências e equipa de organização, um momento único de  reencontro e convívio.

Durante a travessia, terá lugar o muito importante briefing geral, e será dada a formação  obre todos os equipamentos de navegação e segurança, que todos os concorrentes e  assistências irão utilizar durante a prova.

A chegada ao porto de Nador está prevista para a madrugada do dia 7 de Janeiro de  2020 e após o desembarque será dada a partida para a primeira etapa do rali.

Durante 13 dias os concorrentes percorrerão cerca de 6500 km em doze dias de competição, com um dia de descanso pelo meio.

 

5 etapas em Marrocos, de 7 a 11 de janeiro, com novas localizações para os bivouacs

A organização faz questão que os acampamentos, sejam instalados no meio do nada em  cenários únicos, em plena natureza e longe dos hotéis, mas com todas as comodidades,  onde o convívio entre todos os participantes é uma realidade.

O dia de descanso será uma vez mais na praia de Dakhla junto ao Oceano Atlântico, num fantástico acampamento instalado na praia, onde os concorrentes poderão descansar e  recuperar as suas máquinas.

Na Mauritânia serão disputadas seis etapas de 13 a 18 de janeiro, duas das quais em boucle (com início e final no mesmo acampamento, cumprindo assim o objetivo da prova ter um mínimo de ligações.

Foi também anunciado que na próxima edição do Africa Eco Race, o percurso do rali entrará ainda mais para o interior da Mauritânia, percorrendo novamente as pistas utilizadas nos primeiros anos da modalidade, privilegiando as pistas de areia e as dunas.

No dia 19 de Janeiro, depois da última noite no acampamento em St. Louis já no Senegal, e após a já habitual especial de 25 km na praia, cumpre-se a tradição da chegada desta grande aventura ao mítico Lago Rosa em Dakar, no dia 19 de janeiro de 2020.

No que diz respeito à participação de pilotos portugueses, está já confirmada a inscrição de três equipas. Na categoria Moto está inscrito o piloto João Rolo que correrá numa SWM integrado na estrutura Desert Rose Team. De regresso ao Africa Eco Race estão os pilotos Sérgio Castro e João Pós de Mina, inscritos desta vez na categoria SSV XTREME RACE, substituindo as KTM’s por um CanAm que partilharão pela primeira vez. Na categoria Auto já está inscrito o piloto Fernando Barreiros, que acompanhado do navegador Nuno Barreiros vai lutar pelas primeiras posições do agrupamento T2.

A piloto Elisabete Jacinto continua a trabalhar de forma a conseguir por de pé um novo projeto que lhe permita participar pela décima primeira vez nesta grande maratona africana, da qual recorde-se saiu vencedora na categoria camião, na última edição.

 

Todas a informações em www.theracetodakar.com

 

Fonte: João Rôlo

Galeria de fotografias, de José Moura, em https://www.facebook.com/bairradainformacao/