Em torno da hipnose existem vários mitos, crenças, especulações…

Com este artigo pretende-se esclarecer/desmitificar algumas dúvidas que possam existir na mente de alguns de vocês.

Mito de que o transe hipnótico é igual a “dormir” – Hipnose e sono são estados completamente distintos. Durante o sono, a sua mente parece agir como um barco à deriva, você parece não ter controlo sobre os seus pensamentos. Por outro lado, durante a hipnose, você se interessa e participa ativamente naquilo em que está a pensar. O motivo pelo qual se confunde a hipnose com o sono é o fato de que, frequentemente, o paciente sob o efeito da hipnose se encontra de olhos fechados. No entanto, isso é devido a ser mais fácil, desse modo concentrar-se nos próprios pensamentos.

Mito da Inconsciência – Muitos pensam que estar hipnotizado significa estar inconsciente. Na verdade, o transe hipnótico é caracterizado por uma dissociação consciente/inconsciente onde a consciência está presente, e é desejável que esteja para participar no processo de cura.

Mito de Confessar Segredos Sem Querer – Mesmo em transe profundo a mente conserva um sentido de vigilância que protege a integridade da pessoa.

Mito de Não Voltar do Transe – Todos nós entramos em transe diariamente, quando assistimos a um filme e nos emocionamos, quando estamos a ler um livro, a conduzir ou até mesmo quando estamos a estudar tão concentradamente que nada é capaz de nos perturbar.

Assim, não há risco de não “acordar do transe”. Mesmo que o hipnoterapeuta se ausente e não possa realizar o procedimento de “despertar”, o próprio corpo do consulente irá despertá-lo naturalmente, em seu próprio tempo.

Mito de ser dominada/o pelo hipnoterapeuta – O hipnoterapeuta é um facilitador, um companheiro de viagem, apenas alguém que está ao lado enquanto o inconsciente da pessoa trabalha. Ninguém faz ou diz algo que não queira.

Mito da Dependência – Um hipnoterapeuta cuidadoso tem sempre a preocupação de dar sugestões pós-hipnóticas de autonomia e liberdade. No dia a dia a sua mente inconsciente pode continuar por si mesma com um processo natural e saudável de mudanças. Por isto a Hipnoterapia Ericksoniana é considerada uma terapia breve.

Mito da Regressão – Hipnose não é regressão. A regressão é apenas um fenômeno hipnótico que pode ser usado quando necessário. Como dissemos antes, a hipnose é um fenómeno psíquico, um estado especial da mente que permite as mais diversas ações terapêuticas

 

Carla Marina Ruela

Professora e Hipnoterapeuta no “Atelier da Mente”

Certificada e Acreditada pela Associação Portuguesa de Hipnose Clínica e Hipnoanálise (APHCH)