As candidaturas às 7 Maravilhas da Cultura Popular® arrancaram esta quinta-feira, dia 7 de novembro, e terminam a 1 de março de 2020. Os interessados devem formalizar a candidatura, e consultar o regulamento, em https://7maravilhas.pt/. A concurso estão sete categorias: artesanato, lendas e mitos, festas e feiras, músicas e danças, rituais e costumes, procissões e romarias e artefactos.

“O que é uma Maravilha da Cultura Popular, num país onde a música, a dança, as lendas, as festas, as tradições, as máscaras, o artesanato e tantas outras coisas contribuem para fazer de Portugal um país ímpar? Pois é exatamente todo esse património que queremos trazer a público, para o valorizar com a pompa e circunstância que sempre mereceu”. É assim que a organização da marca inicia o primeiro comunicado, enviado à comunicação social, sobre o lançamento da nova candidatura.

“Eleger as 7 Maravilhas de Portugal® é cada vez mais um ato emotivo, uma tomada de posição sobre quem somos, de onde vimos e o que criamos”, lê-se ainda no mesmo documento, que acrescenta que “o património cultural imaterial, a marca da terra, a preservação da criatividade do nosso povo e a capacidade que o país tem de inovar e de se reinventar nas suas tradições são cada vez mais fatores distintivos nas eleições 7 Maravilhas®”.