Quando chove na Serra do Bussaco, a água continua muito para além da superfície. É filtrada não apenas pela terra, mas pelas árvores e pelas rochas, e volta a ascender, centenas de anos depois, até brotar de novo à superfície de forma natural. As árvores e as suas raízes representam um papel muito importante neste ciclo pois são essenciais no processo de retenção da água precipitada e para o processo de purificação da água infiltrada.

Por isso, a Água de Luso vai desafiar os milhares de participantes da Meia Maratona de Lisboa a contribuir para a reflorestação e preservação do património hídrico do Luso.

Por cada inscrição será plantada uma árvore na Serra do Bussaco. É uma retribuição à Serra daquilo que ela nos oferece e assim todos os participantes irão correr pela conservação deste ciclo perfeito da Água de Luso.

Esta iniciativa foi desenvolvida em parceria com a Fundação Mata do Bussaco, que gere o património florestal e edificado da Mata do Bussaco, e que irá selecionar as espécies autóctones mais adequadas para a plantação.

No âmbito da campanha, a marca Luso irá ainda dar oportunidade a todos os participantes de personalizar a sua árvore, uma vez plantada, cada pessoa vai poder localizar a sua árvore na Serra, acessível através de um site específico para esta ação. Para quem quiser ter uma experiência única e “pôr as mãos na terra”, a marca Luso convida a plantar a sua árvore. A reflorestação está prevista a partir de novembro por ser a época mais apropriada.