A Academia de Dança do Hóquei Clube da Mealhada promoveu dois espetáculos, no último fim-de-semana, que contaram com perto de oito centenas de pessoas na assistência. Artistas, de várias idades, levaram ao palco do Cineteatro Messias várias mensagens através da encenação «No Reino dos Valores».

Perseverança, honra, amor, autocontrole, liberdade, respeito, superação, responsabilidade, solidariedade, tolerância, coragem, bondade, amabilidade e resiliência foram as palavras chave do espetáculo levado a cabo por 118 bailarinos – das turmas de Ballet Clássico, Lyrical e Street Jazz -, dividido por cerca de 20 danças, tendo a última sido executada por um grupo de ex-alunas da Academia.

Palmira Taborda, vice-presidente da direção do HCM e responsável pela secção da Academia de Dança, prestou alguns agradecimentos, nomeadamente, «aos reis e rainhas – referindo-se aos bailarinos -; às obreiras do espetáculo – Catarina Gomes, Carolina Piedade e Cristiana Viola -, que em três semanas e meia conseguiram concretiza-lo, depois de a 18 de maio termos tido os exames da Royal Academy of Dance e outros eventos do Jazz». «São elas que todos os dias, fora de horas, preparam, idealizam e trabalham muito em casa para nos apresentarem estas fotografias. Temos muito orgulho em vós», enfatizou.

Houve ainda um agradecimento «aos pais, que continuam a acreditar em nós e a confiarem-nos os filhos. A vossa correria aos bilhetes para o espetáculo fazem-nos pensar que esta “família” está a fazer um bom trabalho».

«Este é o 18.º espetáculo que aqui fazemos e o staff do Cineteatro Messias é sempre incrível connosco. Muito obrigada pelo vosso apoio e trabalho», congratulou ainda a dirigente, parabenizando o papel da Associação Escolíadas que, este ano, «partilhou o fim-de-semana dos espetáculos das Escolíadas Júnior com o nosso».

A Academia de Dança HCM, que conta com 23 anos de existência, continua, e segundo uma nota do clube, «a sua missão em promover a arte da dança reforçando o nosso compromisso com a excelência artística e o impacto positivo na comunidade».

 

Texto de Mónica Sofia Lopes

Galeria de fotografias de Bernardete Gomes (EPVL) em https://www.facebook.com/bairradainformacao/