O Catrapim, onde a Educação Ambiental é lema, está de volta à Mata Nacional do Bussaco, no próximo fim-de-semana, nesta que é a sua quarta edição de uma programação repleta de muitas atrações. Durante duas tardes – 24 e 25 de junho – haverá teatro, magia, “showcooking” e muitas outras artes.

O Festival, que decorre das 14h00 às 19h00, nos próximos sábado e domingo, conta com a presença de artistas reconhecidos, como o Avô Cantigas, o Zé Mágico e o contador de histórias André Madaleno. Os participantes podem ainda assistir a peças de teatro infantil a cargo da Atrapalharte, espetáculos de marionetas da Red Cloud e iniciativas circenses da Somnium Entertainment.

De realçar também a animação de rua dos Voix de Ville, o “showcooking” com As Receitas da tia Lídia, a Pharmácias das Ervas, bem como pinturas faciais e o Albi Escolas.

Destacando-se entre as novidades deste ano, a Fazenda dos Animais e o Playnetario. “Numa experiência educativa envolvente com a Quinta Pedagógica, trazida pela Fazenda dos Animais, os participantes terão a oportunidade de observar, ouvir e aprender sobre a história da evolução dos animais e a sua interação com os humanos”; lê-se num comunicado de imprensa da Fundação Mata do Bussaco, que acrescenta que os visitantes poderão contar com “ovelhas, cães, patos, porcos, galinhas e muitos outros animais”.

Já para quem procura uma experiência cinematográfica imersiva terá com o Playnetario um filme projetado em 360º. “Será envolvido por imagens e sons que proporcionam sensações únicas. A sensação de estar imerso no ambiente e na ação estimula a concentração em crianças e adultos, facilitando a assimilação de informações e conteúdos educativos”, avança o mesmo comunicado, que desvenda que será transmitido o filme “‘Super Salvador – Vamos Salvar o Nosso Planeta’, uma emocionante aventura, onde um super-herói nos ensina valiosas lições sobre sensibilização ambiental”.

A entrada na Mata Nacional do Bussaco, nos próximos dias 24 e 25 de junho, é de seis euros por cada viatura ligeira e de um euro por cada visitante, com mais de doze anos, excetuando o condutor do veículo.

Recordamos que a Mata do Bussaco prepara candidatura a Património Mundial da UNESCO, um reconhecimento que Guilherme Duarte, presidente da Fundação, defende sempre nos seus discursos, “ser mais do que justo e merecido”.

 

Fotografia do evento de 2019 da autoria de José Moura