A Câmara da Mealhada aprovou, na última reunião do Executivo Municipal, a adjudicação da obra de reabilitação da antiga Garagem do Palace Hotel do Bussaco, um investimento de mais de um milhão de euros (IVA incluído).

“A antiga garagem do Palace, situada junto aos jardins do hotel, num local central da Mata Nacional do Bussaco (monumento nacional), será convertida num espaço de acolhimento ao visitante. Atualmente em ruínas, o edifício será convertido num espaço multisserviços, com loja, cafetaria, instalações sanitárias (para pessoal e para visitantes) e sala polivalente, com uma valência de carácter expositivo e lúdico”, lê-se num comunicado de imprensa da Autarquia da Mealhada, que acrescenta que “a empreitada custará 1.035.633,60 euros e tem cerca de um ano de prazo de execução. Tal como o restante património existente na Mata Nacional do Bussaco, a antiga garagem é propriedade do Estado português e concedida em regime de usufruto à Fundação Mata do Bussaco. Por força do Protocolo de Colaboração outorgado, a 5 de junho de 2020, com a Direção Regional de Cultura do Centro (DRCC), cabe à Câmara da Mealhada a execução da obra, tal como, de resto, já sucedeu com a recuperação do Convento de Santa Cruz e capelinhas da Via-Sacra”.

“É mais uma obra com que vamos avançar no sentido de enriquecer o património e a experiência do visitante. Estas obras na antiga garagem do Palácio do Bussaco só vêm reforçar ainda mais o incomensurável valor cultural, histórico, patrimonial, religioso, militar e natural existente nos 105 hectares da Mata Nacional do Bussaco”, afirma o autarca Rui Marqueiro, sublinhando o facto da Mata figurar na lista indicativa para classificação de Património Mundial da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura).

Seguem-se os formalismos inerentes a todo o processo, nomeadamente a submissão à aprovação do Tribunal de Contas, estimando-se que o início de obra ocorra em agosto próximo.