O Dia do Município na Mealhada foi assinalado com a atribuição de Medalhas de Mérito Municipal a várias personalidades do concelho que se destacaram, nas suas áreas profissionais, desde a música à saúde, das forças de segurança ao meio académico. «Agradeço a todos que, direta e indiretamente, estiveram comigo e me aceitaram como eu sou», disse, emocionada, Maria Anunciação Costa, Delegada de Saúde da Mealhada, uma das homenageadas na cerimónia, que começou com um minuto de silêncio pelas 54 pessoas falecidas no concelho derivado à covid-19.

Beatriz Cortesão, harpista membro-efetivo na European Union Youth Orchestra (EUYO); Cláudia Emanuel dos Santos, investigadora, doutorada em Estudos do Património e galardoada, na semana passada, com o “Prémio Monografia em História de Arte” atribuído no âmbito do Projeto SOS Azulejo; Luís Martelo, trompetista e galardoado, recentemente, com a medalha de bronze dos Global Music Awards (GMA), nos Estados Unidos da América; Maria Alegria Marques, professora catedrática da Universidade de Coimbra e que prestou apoio ao Município e à Junta de Freguesia na organização da exposição de 12 documentos medievais, escritos em pergaminho aquando das comemorações dos 900 anos da Pampilhosa; Cláudio Lopes, capitão da Guarda Nacional Republicana; e Maria Anunciação Costa, Delegada de Saúde da Mealhada – pelo apoio, entrega e dedicação de ambos, cada um na sua área, na luta contra a pandemia e em defesa das populações -, foram os seis laureados da Medalha de Mérito Municipal em 2021, um galardão que se atribui na Mealhada há seis anos.

Excetuando Beatriz Cortesão, que se encontra em Milão; Luís Martelo, que reside no Reino Unido – em que os galardões foram entregues aos progenitores -; e Maria Alegria Marques – cujo reconhecimento ser-lhe-á entregue posteriormente – todos os restantes estiveram presentes na cerimónia, que decorreu no Auditório Eng. João Pega, na Escola Profissional Vasconcellos Lebre. «É excecional e justíssimo o conjunto de pessoas que hoje estamos a homenagear. É uma honra ter-vos como munícipes do nosso concelho», elogiou Rui Marqueiro, presidente da Câmara da Mealhada.

Também Carlos Monteiro, vice-presidente da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra, começou por parabenizar a Mealhada, garantindo que «tem sido um exemplo». «O nosso reconhecimento pelo que aqui têm feito», referiu, garantindo que a comemoração, de ontem, aconteceu «num mandato autárquico dos mais difíceis deste século, onde vivemos uma Leslie e uma pandemia e, por isso, estas homenagens afiguram-se como um exemplo para uma sociedade melhor e mais justa», congratulou.

Uma das homenageadas, Maria Anunciação Costa, Delegada de Saúde da Mealhada, agradeceu o apoio, no trabalho de combate à covid-19, dos presidentes da Câmara da Mealhada e das Juntas de Freguesia do concelho da Mealhada, assim como ao vice-presidente da Autarquia e ao vereador Nuno Canilho. «Obrigada por terem estado ao meu lado e terem aceite as minhas propostas», referiu, emocionada, enaltecendo a equipa que esteve sempre consigo no terreno, nomeadamente, «Luís Oliveira, Arminda Martins, Inês Oliveira, Ana Capela e Alzira Gradim». «É difícil tomar decisões e a comunidade nem sempre compreende, mas agradeço a todos que, direta ou indiretamente, estiveram comigo e me aceitaram como eu sou».

A cerimónia terminou com a apresentação pública do vídeo promocional da Mealhada, «um produto feito, em todo o processo, por pessoas que residem no concelho».

 

Texto de Mónica Sofia Lopes

Galeria de fotografias, de Miriam Vieira, em https://www.facebook.com/bairradainformacao