Águeda foi reconhecida como uma das 88 cidades em todo o mundo a liderarem ações ambientais, integrando a lista de cidades “Classe A” do organismo internacional CDP (Carbon Disclosure Project). Em 2020, essas cidades, que representam uma população de quase 125 milhões de pessoas, reportaram os seus dados ambientais através da Plataforma Unificada de Registo CDP-ICLEI.

“É com enorme satisfação que recebemos a distinção deste organismo internacional como reconhecimento público de todo o esforço e empenho com que desenvolvemos os projetos nas áreas do ambiente e da sustentabilidade, no nosso concelho, através de uma comunicação clara e transparente das ações, metodologias e resultados”, disse Jorge Almeida, Presidente da Câmara Municipal de Águeda, acrescentando que este tipo de distinções são motivo de orgulho e um incentivo para “melhorar continuamente”.

O Edil sublinha que “Águeda é um município atento e preocupado com as questões ambientais, tentando sempre adotar as melhores práticas, procurando também inspirar e ser um exemplo a ter como referência para outros”. Lembrou que, recentemente, Águeda foi também reconhecido como um dos 100 melhores Destinos Mundiais Sustentáveis de 2020.

Para obter uma pontuação A do CDP, uma cidade deve ter registado, publicamente e para a escala comunitária, um inventário de emissões de GEE (Gases com Efeitos de Estufa), definir uma meta de redução de emissões, possuir uma análise de riscos e de vulnerabilidade e publicar um plano de ação climática para a mitigação e adaptação às mudanças climáticas, demonstrando como reduzirá as emissões e perigos climáticos agora e no futuro, entre outras ações.

Com o objetivo de incentivar e apoiar as cidades para intensificar a sua ambição e ações climáticas, a lista “Classe A” do CDP é baseada nas informações climáticas reportadas pelas cidades em 2020. 

Águeda, assim, foi reconhecida por desenvolver estratégias climáticas robustas, rastrear, agir para limitar e reduzir as emissões de GEE, avaliar e mitigar riscos climáticos, assim como relatar essas informações de forma transparente no seu relatório de 2020 ao CDP.

O Plano de Adaptação às Climáticas para o concelho de Águeda compila algumas das ações e medidas já implementas, em curso ou ainda a desenvolver, tais como a rede de sensores ambientais instalada, o Plano de Drenagem para a cidade de Águeda, as intervenções de reabilitação de rios e ribeiras, as ações de sensibilização e educação para a comunidade, entre outras medidas quer na área da adaptação quer mitigação das alterações climáticas.

A lista de cidades classificadas como “Classe A” está disponível em https://www.cdp.net/en/cities/cities-scores.

Refira-se que o CDP (Carbon Disclosure Project) é uma organização sem fins lucrativos que estimula empresas, cidades e governos a reduzirem suas emissões de gases com efeito de estufa, protegerem os recursos hídricos e florestas. Mais de 8.400 empresas, mais de 920 cidades e regiões tornam a plataforma do CDP uma das mais ricas fontes de informação em todo o mundo sobre como as empresas e os governos promovem mudanças ambientais. O CDP é membro fundador da We Mean Business Coalition.

 

 

Fonte: Município de Águeda