As duas jovens, de concelho da Mealhada, desaparecidas desde a manhã de quinta-feira, foram encontradas na tarde do passado domingo, 13 de setembro, no Parque Verde em Coimbra, onde dizem ter estado durante todo o tempo.

Ana Neto, de 16 anos, da Mealhada, e Erica Ferreira, de 14 anos, de Arinhos (Ventosa do Bairro), apanharam o comboio na manhã do passado dia 10 de setembro com destino a Coimbra, «a fim de darem um passeio no Fórum». «Tem estado fechada em casa e achei que a devia deixar ir», disse, na manhã de domingo, ao «Bairrada Informação», Anabela Moreira, mãe de Erica, garantindo que «a jovem tinha consigo cerca de doze euros», sete dados pela avó e cinco pela mãe.

Desde quinta-feira que ambas mantinham os respetivos telemóveis desligados, ligando-os esporadicamente para irem às redes sociais. Plataformas – Facebook, Instagram e WhatsApp – onde a mãe de Erica Ferreira foi bloqueada, mas com a qual jovem ia falando com alguns amigos, nunca referindo o local onde se encontrava.

«Ela andava muito bem-disposta», disse, antes do aparecimento das jovens, Anabela Moreira, confessando, contudo, que «a filha é rebelde» e que já tinha desaparecido uma vez, não tendo ultrapassado as 24 horas. «Estou sem dormir e nem tenho ido trabalhar», afirmou a progenitora.

Durante a tarde de domingo, Ana Neto ligou o seu telemóvel e o pai conseguiu falar com ela. «Disseram-lhe que estavam no Parque Verde, em Coimbra, e o senhor foi buscá-las», contou, ao nosso jornal, ao final da tarde deste domingo, Anabela Moreira, desvendando que as jovens dizem ter dormido sempre num banco de jardim, sozinhas, e pouco se sabendo de como, por exemplo, se alimentaram nos quatro dias. «Perderam a noção das coisas, mas agora estão em casa e bem!», rematou a mãe de Erica.

Durante os dias de desaparecimento foram procuradas tanto pela GNR da Mealhada, como pela PSP de Coimbra.

 

Mónica Sofia Lopes