O Município de Oliveira do Bairro está preocupado com o aparecimento de peixes mortos no Rio Cértima e Duarte Novo, presidente da autarquia, garantiu que tem feito “várias diligências junto da Administração da Região Hidrográfica do Centro – Agência Portuguesa do Ambiente, no sentido de conseguir aferir a origem do problema”.

Recorde-se que esta situação foi comunicada por um munícipe aos serviços de Ambiente do Município de Oliveira do Bairro que, no próprio dia, enviou técnicos ao local e remeteu, de imediato, o assunto para a devida investigação do Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) da GNR. Alertado para a possibilidade da existência de um crime ambiental, este serviço da GNR esteve também no local, onde recolheu amostras de água e de peixes, remetendo conclusões para depois das referidas análises.

Entretanto, os serviços de Ambiente do Município de Oliveira do Bairro, deslocaram-se ao local para recolher o máximo possível dos peixes mortos, que foram depois levados para a câmara frigorífica da autarquia, enquanto se aguarda a sua recolha e inceneração por empresa especializada.

 

Fonte: Município de Oliveira do Bairro