“Ver os artistas, os expositores e confraternizar” é o apelo feito, ao final da tarde de ontem, por Rui Marqueiro, presidente da Câmara da Mealhada, aquando da inauguração da FESTAME – Feira do Município da Mealhada, que se realiza até ao próximo dia 16 de junho, na zona desportiva da cidade. As entradas no certame são gratuitas.

Depois de HMB, DJ Damn Sisters e PSI, na noite de ontem, hoje o palco é de Piruka e Jimmy P. e dos DJ Lu Iglésias e Nuno Piolho. Miguel Araújo é o cabeça de cartaz amanhã, num espectáculo que culmina com os DJ Lady Van e João Maçãs. No Dia de Portugal, segunda-feira, 10 de junho, Toy e o DJ Nuka serão as principais atrações do certame.

Na terça-feira, estarão em palco cerca de uma centena de músicos das Filarmónicas Pampilhosenses e Barcoucense, acompanhados pelos cantores Sara Silva (que participou no “The Voice Portugal” em 2015) e Diogo Rodrigues. A noite termina com DJ Silva.

A noite seguinte, será dedicada ao folclore, subindo ao palco, partir das 21h 30m, o Rancho Folclórico São João de Casal Comba, o Grupo Etnográfico de Defesa do Património e Ambiente da Pampilhosa, Grupo Folclórico e Etnográfico da Vimieira, Rancho Regional da Pampilhosa do Botão e o Rancho Folclórico de Ventosa do Bairro. Segue-se o DJ Mister Mix.

Na quinta-feira, 13 de junho, e tirando partido da tradição existente no concelho, as quatro escolas que desfilam no Carnaval Luso-Brasileiro da Bairrada – Amigos da Tijuca, Batuque, Real Imperatriz e Sócios da Mangueira – farão um corso pelo recinto, seguido de actuação em palco. À meia-noite, sobe ao palco o DJ mealhadense Ruben Pereira.

Na sexta-feira, dia 14, os cabeças de cartaz são Os Azeitonas e os DJ Olga Ryazanova e Rheitor; no dia seguinte, decorrerá uma “Noite Branca” pelos idosos da Misericórdia da Mealhada, uma actuação que acontece antes do concerto dos Anjos. Para a meia-noite está prevista uma festa da espuma com os DJ Braulio e David Silva e ainda dança com os Khaos Crew. No último dia do certame, domingo, 16 de junho, José Cid acompanhado de Big Band fará as honras musicais do certame que encerra com o DJ António Machado.

No certame estão cerca de cento e cinquenta expositores – entre empresas, artesanato, “street-food” e bares – e é para estes que Rui Marqueiro centra o discurso, agradecendo o facto “de tornarem a festa mais bonita”. Para além disso, o novo “layout” com a mudança das tasquinhas para a zona do palco secundário é uma “inovação”, considerando o autarca que “a feira é sempre a mesma”.

Para o autarca a aquisição da Quinta do Murtal, junto ao local onde se realiza o certame, pode vir a torna-lo maior, “até a nível empresarial, para empresas maior, as que faturam milhões e procuram eventos de grande dimensão”.

Sobre a gratuitidade da FESTAME, tanto para o público, como para o setor empresarial e de artesanato, o edil garante que “vale a pena o investimento” e que “os portugueses merecem, uma vez que já contam com uma carga fiscal elevada”. “Temos que contribuir de alguma forma”, disse, acrescentado que em 2019, o evento terá um custo orçamental entre os duzentos e cinquenta e os trezentos mil euros.

No palco secundário Bongás, durante os dez dias, haverá concertos na zona gastronómica.

 

Texto de Mónica Sofia Lopes

Galeria de fotografias de José Moura em https://www.facebook.com/bairradainformacao/