A doação insere-se na parceria que o Grupo Os Mosqueteiros, detentor em Portugal das insígnias Intermarché, Bricomarché e Roady, e a Cruz Vermelha Portuguesa estabeleceram, em dezembro do ano passado, para a realização da Maior Ceia Solidária. O evento decorreu em sessenta e uma localidades portuguesas, de norte a sul do país e proporcionou um donativo de 33.500 euros à instituição.

Do valor total, a sede nacional da Cruz Vermelha Portuguesa recebe três mil euros e as sessenta e um delegações recebem 30.500 euros. Esta doação do Grupo Os Mosqueteiros deve-se ao reconhecimento e dedicação que a Cruz Vermelha e as respetivas Delegações colocaram em prol da organização desta grande e generosa iniciativa.

“Graças à boa-vontade dos voluntários da Cruz Vermelha foi possível concretizar este projeto! Em nome do Grupo Os Mosqueteiros, e do Intermarché em particular, gostaria de agradecer o empenho de todos os que permitiram organizar, no terreno, este número recorde de refeições e assim contribuir para que, os mais de sete mil beneficiários e suas famílias, pudessem usufruir de um momento de convívio no Natal”, refere João Magalhães, administrador do Grupo Os Mosqueteiros.

A ideia da Maior Ceia Solidária surgiu devido ao modelo de gestão diferenciador do Intermarché. O facto de as lojas serem detidas por empresários independentes que vivem nas localidades onde as lojas estão implantadas, permite-lhe conhecerem bem os seus clientes e as instituições locais e assim desenvolverem uma relação de proximidade directa quer com os seus clientes quer com as instituições da região.

Recorde-se que esta foi a maior ceia solidária alguma vez realizada em território nacional. Ao todo, no mesmo dia, foram servidas refeições a mais de sete mil beneficiários da Cruz Vermelha Portuguesa.

A ceia solidária de Natal aconteceu em simultâneo de norte a sul do país, no passado dia 16 de dezembro. Para além da maior ceia solidária de Natal organizada pela Cruz Vermelha Portuguesa, no mesmo dia o Intermarché forneceu mais vinte e quatro ceias solidárias, perfazendo um total de oitenta e três ceias que chegaram a mais de dez mil pessoas carenciadas.

Fotografia da ceia solidária de Natal no Travasso