Um mini quartel de Bombeiros, onde os veículos circulavam e até apagavam fogos, foi o ponto alto da inauguração do “Sweet Sugar Festival”, evento que se realizou no Centro de Alto Rendimento de Anadia / Velódromo Nacional, em Sangalhos, no concelho de Anadia, neste fim-de-semana.

Uma fachada de um qualquer quartel do país e dois carros de bombeiros, telecomandados, foi o que os pasteleiros Waldeci Marreiros, Alvimar Alves, Juliana Ferreira e Jonathas Alves confecionaram, durante cinquenta e duas horas, até que o bolo chegasse, ao final da tarde de 16 de março, a Sangalhos, para ser entregue à comandante dos Bombeiros de Anadia, Ana Matias.

“Uma profunda homenagem aos bombeiros que viveram momentos muito difíceis, no ano passado, e com os quais ninguém ficou indiferente”, disseram os pasteleiros, elogiando a prestação “de todas as corporações portuguesas”: “São mesmo os nossos heróis”.

E a escolha do concelho de Anadia também não foi por acaso. “Estamos na região Centro, a zona mais fustigada pelos fogos no Verão passado”, afirmou, ao «Bairrada Informação», Lúcia Rosa, a mentora deste primeiro evento e uma apaixonada por “cake design”.

Para além disso, a organizadora do “Sweet Sugar Festival” reside no concelho de Anadia e foi bombeira, durante seis anos, na corporação anadiense. “Conciliarem todas estas sinergias para este festival é muito gratificante. A mim, em particular, que tenho sensibilidade à causa, até porque estive nela, é uma satisfação ver que os  bombeiros são lembrados, não apenas em alturas de aflição”, referiu, garantindo ter sido, literalmente, “a cereja no topo do bolo” para este evento.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
OLYMPUS DIGITAL CAMERA

“Foi uma surpresa não só para nós, bombeiros, mas também para a organização, uma vez que estes pasteleiros estiveram experiências, sem dizer nada a ninguém, durante muito tempo”, enalteceu a comandante dos Bombeiros de Anadia, agradecendo a homenagem. “Depois do ano que tivemos e do infortúnio que vivemos, ver homenageados os bombeiros portugueses, através da corporação de Anadia, é muito bom! Foi a homenagem mais engraçada e docinha que nos fizeram”, acrescentou.

Um dos bolos foi diretamente para o quartel dos Bombeiros de Anadia, outro distribuído pelo público presente. “Tivemos, neste momento, a simbiose perfeita: Um grande chefe, muita paixão e um bolo agradável com texturas muito similares e muito bem concebido”, disse, ao nosso jornal, Anabela Santos, a residir em Sangalhos há pouco tempo, que acrescentou ter sido uma escolha perfeita “a de se fazer uma homenagem aos bombeiros aquando deste evento e desta forma tão diferente”.

Lúcia Rosa, satisfeita com a escolha de Anadia para a realização deste primeiro evento, garantiu, contudo, que “houve muita pressão para que ele acontecesse em outras regiões, nomeadamente, em Lisboa”.

 

Texto de Mónica Sofia Lopes

Galeria de fotografias, de José Moura, em https://www.facebook.com/bairradainformacao/