Os Municípios da Mealhada, Mortágua e Penacova serão, ao que tudo indica, contemplados, através de um protocolo, com equipas de sapadores florestais, que terão o apoio financeiro da Secretaria de Estado das Florestas. A novidade foi dada, na manhã de 26 de fevereiro, em reunião do executivo da Câmara Municipal da Mealhada, por Rui Marqueiro, presidente da autarquia.

“Temos a equipa praticamente constituída e espero que o Secretário de Estado das Florestas possa vir cá, já em março, para proceder à assinatura do protocolo”, explicou, ao «Bairrada Informação», o edil, garantindo que o apoio dado pelo Estado será de “quarenta e três mil euros por ano”.

Um valor que contribuirá para apoiar “os custos de cinco sapadores”, com os quais Rui Marqueiro tem intenção de estabelecer um contrato anual. Para além disso, a Câmara da Mealhada já adquiriu uma viatura para servir esta equipa, que estará em funções no concelho da Mealhada para fazer face a trezentos e cinquenta e dois hectares de floresta. “É preciso pensar-se que este número representa a limpeza de três Matas do Bussaco, se quisermos arranjar uma medida comparativa”, garantiu, na reunião, o autarca.

O «Bairrada Informação» tem conhecimento de que, num protocolo do género com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, a Fundação Mata do Bussaco também se prepara para ter uma equipa do género.

Na reunião de segunda-feira, o novo regimento de limpeza das florestas não foi esquecido, considerando Hugo Silva, da coligação “Juntos pelo Concelho da Mealhada”, que “os mapas exemplificativos estão confusos e as pessoas estão até a cortar as árvores do jardim”. Rui Marqueiro alertou que estão a ser feitas sessões de esclarecimento em todas as freguesias. “Há que estar lá e ouvir o que os representantes do SEPNA (Serviço de Protecção da Natureza e do Ambiente) têm a dizer”, enfatizou o edil.

Depois das freguesias da Vacariça e Luso, esta quarta-feira, a sessão acontece na Filarmónica Pampilhosense; no dia 1 de março na antiga Escola Primária de Ventosa do Bairro; no dia 5 na Junta de Freguesia de Casal Comba; e no dia 7 no Salão Paroquial de Barcouço. Todas as sessões têm início às 20h 30m.

 

Mónica Sofia Lopes