A Câmara de Anadia inaugurou, na manhã de 19 de fevereiro, as Escolas Básicas 1 de Vila Nova de Monsarros e de Aguim, após terem sido alvo de obras de requalificação, num valor superior a seiscentos mil euros, cerimónias que contaram com a presença de Tiago Brandão Rodrigues, Ministro da Educação. “Garantir a real adequação da oferta educativa, a capitalização dos recursos, a equidade das respostas, a minimização de custos e a preservação do património  municipal” foram fundamentos da presidente da autarquia para justificar o investimento.

“Bem-vindo ao país real”, começou por dizer Teresa Cardoso dirigindo-se ao representante do Governo. “Estamos num concelho bem localizado geograficamente, a meia distância dos grandes e médios centros urbanos, mas que também vive da ruralidade das nossas freguesias e aldeias, que gostávamos de preservar”.

E é por isso que a edil defende a aposta “na requalificação das escolas do 1.º ciclo e do pré escolar”, pois são as “que continuarão a dar resposta aos muitos alunos que as frequentam, como também aos encarregados de educação e à comunidade local, para quem a escola, ainda,  representa a vida e o futuro de muitas das aldeias”.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
OLYMPUS DIGITAL CAMERA

As obras na EB1 de Vila Nova de Monsarros, no valor de duzentos mil euros, foram custeadas totalmente pela Câmara de Anadia. O espaço acolhe trinta e seis crianças distribuídos pelos diferentes graus de ensino e a presidente da autarquia não tem dúvidas que este investimento fará com estas crianças sejam “mais felizes e mais  motivadas para continuar o caminho da aprendizagem e da formação, rumo a um futuro mais promissor”.

Para Teresa Cardoso este é mais um apoio da Educação, no meio de tantos outros, nomeadamente “o apoio prestado ao Agrupamento de Escolas na colocação de auxiliares de acção educativa”. “Só neste ano letivo já foram catorze, para além dos auxiliares integrados através dos contratos de emprego e inserção”, referiu a autarca.

A EB1 de Aguim, que acolhe sessenta e sete alunos, foi “recuperada e ampliada, mantendo a sua traça original”. O “investimento na ordem dos quatrocentos mil euros, contará com a comparticipação dos fundos comunitários em cerca de cinquenta por cento do investimento realizado”.

As duas obras, visitadas ontem pelo Ministro da Educação, não são casos únicos no Município de Anadia, uma vez que estão “em curso, ou a iniciar, a requalificação de outras escolas e para as quais o Município não dispõe de qualquer compromisso ou garantia de comparticipação financeira designadamente no âmbito dos fundos comunitários”. Uma “inexistência” que Teresa Cardoso lamenta, referindo que “a descentralização de competências poderá ser uma grande oportunidade para os serviços públicos, designadamente no setor da educação, ganharem maior eficiência nas decisões e na oferta dos serviços a prestar”. Mas garante, contudo, que “as autarquias não a podem assumir sem o adequado apoio financeiro a transferir pela administração central”.

“Estas escolas têm tanta importância como qualquer outra no centro de Lisboa”

No seu discurso, Tiago Brandão Rodrigues afirmou que as escolas visitadas “têm tanta importância como qualquer outra no centro de Lisboa” e dirigindo-se aos alunos, garantiu-lhes que “o 1.º Ciclo é dos mais importantes”. “Daqui a vinte, trinta anos não se lembrarão de muitos dos que aqui estão, mas nunca mais vão esquecer os vossos primeiros professores”, disse o Ministro da Educação, afirmando que a escola “é um amigo” e que é preciso “saber cuidá-la e preservá-la”.

O representante do Governo relembrou que estão, neste momento, “a ser requalificadas mais de trezentas escolas por todo o país”, numa ação que pretende ter um “Portugal cada vez mais qualificado”. “Para além destas obras serem um ‘presente’, são um convite para que esta comunidade seja cada vez mais qualificada”, concluiu.

 

Reportagem de Mónica Sofia Lopes

Galeria de fotografias, de José Moura, em http://www.facebook.com/bairradainformacao/