É já dia 4 de janeiro que o Cineteatro Municipal Messias, na Mealhada, vai receber o tradicional Concerto de Ano Novo. Desta vez, a Orquestra Filarmonia das Beiras convida Beatriz Cortesão*, uma jovem harpista natural da Mealhada, para um concerto inesquecível.

O Concerto de Ano Novo e Reis constitui um dos momentos marcantes da temporada musical da Orquestra Filarmonia das Beiras (OFB). Tal como em Viena, soarão as mais conhecidas valsas, polcas e marchas de Strauss, selecionadas para fazer entrar o Novo Ano de 2017 em ritmo festivo. A primeira parte do concerto é dedicada A Johann Strauss II (1825-1899), revisitando composições como a “Polca Champanhe”, “Polca Blumenfest (Festa da Flor)”, “Polca Banditengalopp (O Galope dos Bandidos)” e a “Valsa Danúbio Azul,”.

A segunda parte será dedicada às grandes bandas sonoras de filmes. A música vai transportar o público às produções  de Hollywood e da  Broadway, contagiando velhas e novas gerações com temas conhecidos de produções cinematográficas como “O Senhor dos Anéis”, o universo “007”, “Os Piratas das Caraíbas”, “ET” ou “Regresso ao Futuro”.harpmasters2017

Beatriz Cortesão, jovem harpista da Mealhada, será convidada da orquestra e a direção estará a cargo do maestro António Vassalo.

O concerto terá início às 21h 30m e o bilhete custa cinco euros. Reservas: 231 209 870 (quinta-feira a segunda-feira, das 20h às 22 horas).

 

 

PROGRAMA

 

I Parte

Johann Strauss II (1825-1899)

Polca Champanhe, op. 211

Johann Strauss II (1825-1899)

Polca Blumenfest (Festa da Flor), op. 111

Polca Banditengalopp (O Galope dos Bandidos), op. 378

Valsa Danúbio Azul, op. 314

 

II Parte

Temas de 007 l Calvin Custer (Arranjo)

Piratas das Caraíbas: A Maldição do Pérola Negra l Klaus Badelt (Ted Ricketts, Arranjo)

O Senhor dos Anéis: A Irmandade do Anel l Howard Shore (John Whitney, Arranjo)

Tributo a John Williams l Paul Lavender (Arranjo)

o        Guerra das Estrelas

o        Tubarão

o        Super-homem

o        Harry Potter

o        Indiana Jones

o        E.T.

A Lista de Schindler | John Williams

Regresso ao Futuro | Alan Silvestri

 

 

Orquestra Filarmonia das Beiras

A OFB é composta por 23 músicos de cordas de diversas nacionalidades e com uma média etária jovem e, desde 1999, é dirigida artisticamente pelo maestro António Vassalo Lourenço. Norteada por princípios de promoção e desenvolvimento da cultura musical, através de ações de captação, formação e fidelização de públicos e de apoio na formação profissionalizante de jovens músicos, democratizando e descentralizando a oferta cultural, a OFB tem dado inúmeros concertos, além de desenvolver frequentes e constantes atividades pedagógicas (programas pedagógicos infanto-juvenis, cursos internacionais vocais, instrumentais e de direção de orquestra, etc.). Também sob estes princípios, apresenta, desde 2006, produções de ópera diversas (infantil, de repertório ou portuguesa).

 

Maestro António Vassalo Lourenço

António Vassalo Lourenço é diretor artístico da Orquestra Filarmonia das Beiras desde 1999 do Coro Regina Coeli, entre 1983 e 2008, e é ainda responsável pelas classes de Coro e Direção da Universidade de Aveiro, desde 1997. Com estes grupos tem dado particular atenção à música portuguesa, tendo realizado diversas estreias, primeiras audições modernas e gravações de obras de compositores portugueses. Foi diretor artístico do Festival Internacional de Música de Aveiro, entre 2000 e 2004, e, em 2006, criou o Estúdio de Ópera de Centro, projeto que tem desenvolvido importante atividade formativa e tem realizado produções de ópera por todo o país que incluem, para além da apresentação de importantes óperas de repertório, produções em português, ópera portuguesa e ópera para crianças.

 

 

Fonte: Município da Mealhada

Imagem: https://ppl.com.pt/prj/beatriz-cortesao-harpista

 

* Ler mais emhttp://www.bairradainformacao.pt/2017/11/09/jovem-de-santa-luzia-estudante-de-harpa-a-740-euros-de-atingir-a-meta-crowfunding/