O executivo da Câmara Municipal de Anadia aprovou, por unanimidade, a atribuição de Bolsas de Estudo a cinquenta jovens do concelho, alunos no ensino superior, e referente ao ano letivo corrente. A medida destina-se apoiar jovens-estudantes, cujos agregados familiares vivam “com dificuldades económicas”, sendo cada Bolsa anual de mil euros, o que implica um investimento de cinquenta mil euros por parte do Município.

A atribuição de Bolsas de Estudo a Alunos do Ensino Superior é prática do Município desde 2014. O objetivo é o “de colaborar e/ou proporcionar o acesso e a frequência” em instituições de ensino, público ou privadas, a jovens cidadãos, residentes no concelho de Anadia”, em que os agregados vivam “com dificuldades económicas que poderão constituir obstáculos ao prosseguimento de estudos dos seus descendentes”, lê-se na proposta de Teresa Cardoso, presidente da Câmara de Anadia.

Na reunião pública do executivo, realizada na manhã de 20 de dezembro, a edil declarou que “no total, foram entregues setenta e quatro candidaturas, tendo sido, no entanto, excluídas dezanove”. “Umas porque não reuniam os requisitos de acordo com o regulamento e outras porque a insuficiência económica não tinha enquadramento neste regulamento”, acrescentou ainda.

Das cinquenta e cinco que cumpriam os requisitos, apenas cinquenta são contempladas com esta Bolsa, uma vez que foi este o número aprovado em reunião extraordinária, no passado dia 30 de agosto. A lista é “ordenada de acordo com o rendimento per capita”.

O regulamento para atribuição destas bolsas estabelece que cada uma “corresponde a um ano lectivo completo e tem o valor de mil euros, dividido por quatro prestações, de duzentos e cinquenta euros cada, nos meses de outubro, janeiro, abril e junho”.

Também aprovada, por unanimidade, foi a “proposta de autorização para realização das despesas inerentes ao desenvolvimento de atividade de promoção do livro e da leitura na Biblioteca Municipal de Anadia”, no valor de três mil e novecentos euros.

Em prol disso, está prevista a realização de uma atividade, no próximo dia 8 de janeiro, na Biblioteca, dirigida a todas as crianças do Pré-escolar e aos alunos do primeiro ciclo da rede pública. A iniciativa, “para além de promover o livro e a leitura, tem como objectivo a criação de hábitos de frequência da Biblioteca e utilização dos serviços que disponibiliza”, lê-se na proposta.

“Uma Aventura na Casa dos Livros” e “Era uma vez uma história” são os livros oferecidos às crianças no dia da atividade.

Também em janeiro, mas no dia 17, pelas 14h 30m, as portas do Museu do Vinho estarão abertas, mediante inscrição, gratuita, para uma “sessão de esclarecimento sobre o Orçamento de Estado para 2018”.

 

Mónica Sofia Lopes