A empresa Anadiplanta ofereceu, à Fundação Mata do Bussaco, cinquenta mil árvores. Dez mil irão diretamente para Tondela, uma das zonas fustigada pelos incêndios do passado mês de outubro, mas também no ano de 2013; outras dez mil serão plantadas não só no Bussaco, mas também em outras zonas do concelho da Mealhada. As restantes, trinta mil, serão plantadas, em zonas a escolher, nos próximos cinco anos.

A “história” começa com a Fundação a oferecer à empresa de viveiros florestais, situada em Anadia, sementes de carvalho certificadas. Sementes essas que foram tratadas pela Anadiplanta que, retribuindo ao gesto, vai oferecer, durante os próximos cinco anos, cinquenta mil árvores à Fundação.

Mas a entidade que gere os cento e cinco hectares da Mata do Bussaco, agora reclassificada de Monumento Nacional, dado o número elevado da oferta de árvores, entendeu também ajudar os concelhos afetados pelos incêndios. Assim, e para Tondela, irão dez mil árvores, que serão plantadas no próximo mês de março, pelos jogadores do Desportivo de Tondela, clube da 1.ª Liga, na Serra do Caramulo, para reflorestar as zonas ardidas. A iniciativa envolverá também figuras públicas conhecidas dos programas televisivos portugueses.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Na manhã de 14 de dezembro, Agostinho Duarte, proprietário da Anadiplanta, e António Gravato, presidente da Fundação Mata do Bussaco, assinaram o acordo das cinquenta mil árvores. A cerimónia contou ainda com a presença do presidente da Câmara Municipal de Tondela, José Jesus; do vice-presidente da Câmara de Vouzela, Carlos Lobo; do presidente do Clube Desportivo de Tondela, Gilberto Coimbra; e ainda dos presidente e 1.º Secretário da Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões, Rogério Abrantes e Nuno Martinho, respectivamente.

“A Fundação entende que, da mesma forma, que pede ajudas e contributos, pode também, e no que nos é permitido e possível, ajudar. Neste caso, queremos fazê-lo nas zonas em que o flagelo dos incêndios foi forte”, declarou, ao «Bairrada Informação», António Gravato.

E o presidente da Câmara de Tondela agradece o gesto e está até a equacionar que “as sementes possam ser colocadas por via aérea”, disse, aquando da cerimónia, enfatizando que “a área ardida no município foi de dezoito mil hectares”.

Agostinho Duarte, da Anadiplanta, ao nosso jornal, fez referência ao afeto que tem pela Mata do Bussaco. “Venho para este local desde pequeno… Poder contribuir para o seu bem-estar deixa-me bem comigo próprio”, confessou o gerente da empresa de viveiros florestais, que, face aos incêndios deste ano, quer também ajudar os concelhos de Tondela e de Oliveira do Hospital.

A cerimónia terminou, “a céu aberto”, com as plantações, de todos os intervenientes na sessão de 14 de dezembro, de azereiros, no Vale dos Abetos, local onde se registam inúmeras plantações, como são o caso de atores e atrizes brasileiros, bem como da portuguesa Sofia Aparício.

 

Texto de Mónica Sofia Lopes

Fotografias de José Moura