Foi literalmente em pleno Itinerário Complementar (I.C.) 2, à entrada da cidade da Mealhada, que nasceu o bebé Gonçalo, na madrugada da passada terça-feira, dia 5 de dezembro. Um parto realizado no interior de uma viatura do corpo dos Bombeiros Voluntários de Anadia, “pelas mãos”, de Vítor Eduardo, sub-chefe da Associação, e de Rúben Martins, Bombeiro de 3.ª.

A madrugada do passado dia 5 tinha acabado de “chegar”, quando um alerta do Centro de Orientação de Doentes Urgentes (C.O.D.U.), às 00h 08m, foi dado para a corporação dos Bombeiros Voluntários de Anadia. “Fomos acionados para uma emergência de uma parturiente, residente em Alféloas (União de Freguesias de Arcos e Mogofores)”, começou por dizer, ao «Bairrada Informação», Vítor Eduardo, ainda com “a adrenalina” do que tinha acontecido há poucas horas.

“Chegados ao local, a senhora já estava à nossa espera. Foi tudo muito rápido e quando estávamos a chegar à Mealhada, precisamente à rotunda que dá acesso ao Luso, vimos que o nascimento ia acontecer ali mesmo”, acrescentou o sub-chefe dos Bombeiros de Anadia, garantindo que “quando a Viatura Médica de Emergência e Reanimação (V.M.E.R.) chegou, já o bebé estava ao colo da mãe”.

Vítor Eduardo, de trinta e oito anos, bombeiro há vinte e cinco, e Rúben Martins, de vinte e um anos, bombeiro há dois, utilizaram termos como “espectacular”, “adrenalina” e “uma prenda da Natal” para apelidar o momento. Para ambos, foi a “estreia” na realização de um parto. “São situações que acontecem uma vez na vida”, diz-nos Vítor Eduardo, ainda com a emoção do que viveu na noite anterior.

“Quem transporta todos os dias vítimas, muitas vezes em estado terminal, ter a oportunidade de fazer um parto é qualquer coisa de indescritível”, confessou-nos Vítor Eduardo, que na manhã desta terça-feira esteve sempre a atender telefonemas de parabenização. “Hoje é um dia de festa para a corporação de Anadia!”, disse ainda.

Mãe, de quarenta e um anos, e filho – o bebé Gonçalo – “encontram-se bem” na Maternidade Daniel de Matos, em Coimbra, lê-se numa publicação na página oficial dos bombeiros anadienses na rede social Facebook.

 

Mónica Sofia Lopes