O livro “Territórios Vinhateiros de Portugal”, da Associação de Municípios Portugueses do Vinho (AMPV), foi apresentado, na tarde de ontem, na Biblioteca Municipal da Mealhada. Uma obra,  que serve de guia das regiões vinícolas portuguesas, incluindo a Mealhada, destacando os vinhos e espumantes, mas também a oferta turística de perto de 80 municípios.

“Em comemoração dos dez anos da Associação resolvemos apresentar esta obra”, começou por dizer José Arruda, secretário-geral da AMPV, explicando que “o município da Mealhada é um dos fundadores, tendo estado sempre nos órgãos diretivos da Associação”. “Quando criámos a Associação éramos dezassete. Hoje somos oitenta”, acrescentou.

Para o dirigente, “o fundamental como este livro é o de fazer a promoção dos territórios aos níveis do turismo e do vinho”. Uma obra de centenas de páginas, onde cada município “tem direito” a quatro páginas e estão patentes “ofertas enoturísticas, mais também os principais eventos de cada concelho”.

José Arruda falou ainda da Associação Rota dos Vinhos de Portugal, cujo trabalho é feito em cordenação com o Turismo de Portugal, e da ENOTUR – Adegas & Quintas de Portugal, que estabelece parcerias com outros países. “A Enotur faz o levantamento de todas as cidades onde o vinho tem importância”, enfatizou.

Sobre o futuro, o secretário geral da AMPV, destacou o facto “de estar a ser estudada a construção de uma Rede de Aldeias Vinhateiras e, assim, colocá-la também como oferta turística”.

Rui Marqueiro, presidente da Câmara Municipal da Mealhada, congratulou a publicação da obra, elogiando-a: “Está muito boa!”. “A Mealhada não podia deixar de estar num livro sobre a cultura da vinha, que oxalá continue sempre!”, disse.DSC03562

“Territórios Vinhateiros de Portugal”, que conta com o apoio do Instituto da Vinha e do Vinho, está à venda, por quinze euros, nas Fnac de Lisboa, Porto, Viseu, Braga e Funchal, sendo que “cinco euros, por cada livro vendido, será revertido a favor do fundo criado em prol das vítimas dos incêndios de Pedrogão e concelhos vizinhos”. Nos restantes locais, como é o caso da Biblioteca Municipal da Mealhada, estará à venda por dez euros.

A obra “percorre” as diversas regiões vinícolas portuguesas – Bairrada, Verdes, Douro, Dão, Beira Interior, Tejo, Lisboa, Península de Setúbal, Alentejo, Algarve, Açores e Madeira – e os diversos municípios vinhateiros, que são cerca de oitenta na obra. No caso da região da Bairrada, destacam-se os municípios de Águeda, Anadia, Cantanhede e Mealhada.

Cada município tem uma capa, e para as quatro páginas do concelho da Mealhada a referência vai para as Caves Messias, Adega Rama, Quinta do Carvalhinho e Vinho das “4 Maravilhas”. Há ainda alusão ao Carnaval Luso Brasileiro da Bairrada, Dia Nacional dos Moinhos, Festame, MeaJazz – Festival de Jazz, comemorações da Batalha do Bussaco e Palace.

!É um município com muitos produtos marcantes, onde se destaca as ‘4 Maravilhas da Mesa da Mealhada’. Espero que seja uma marca para continuar, pois falamos muitas vezes ‘nela’ como um bom exemplo a seguir”, enalteceu José Arruda.

 

Fotografia de capa: Câmara da Mealhada