“A represa de Santa Cristina, na freguesia da Vacariça, foi validada e georreferenciada pelo Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro (GIPS), da Guarda Nacional Republicana, para apoio de meios aéreos no combate a incêndios”, lê-se num comunicado de imprensa da Câmara da Mealhada.sc00003

“É o culminar de um trabalho que começou em 2014. A GNR, através da sua brigada GIPS, validou, na passada quarta-feira (dia 5 de julho), a represa de Santa Cristina (conhecida por charca) como ponto de extração de água para meios aéreos. Trata-se de acionar mais um importante mecanismo de proteção da floresta já que esta represa se situa nos limites das freguesias de Vacariça e Luso, nas imediações da grande mancha verde que é a Mata Nacional do Bussaco”, continua o documento, que ainda acrescenta: “O processo para converter esta charca num ponto de apoio aos meios aéreos começou em 2014. A demora prendeu-se com a complexidade dos trabalhos a efetuar face à orografia da zona. Foi necessário estudar um novo traçado para a linha de média tensão que passava por cima da represa, implementar uma nova linha e retirar a anterior. Foram ainda necessárias as autorizações dos proprietários para proceder ao corte de vegetação e proceder a trabalhos de limpeza das margens e de reparação e criação de caminhos de acesso a este local”.

O assunto já tinha sido questionado pela coligação “Juntos pelo Concelho da Mealhada”, na última Assembleia Municipal e também alvo de uma explicação na reunião pública da autarquia, que se realizou a 3 de julho, por parte do vereador José Calhoa.

Fotografias: Câmara da Mealhada