O Bloco de Esquerda escolheu o Jardim Municipal da Mealhada para apresentar, na tarde de 26 de junho, os candidatos à Câmara e Assembleia Municipal para as próximas eleições autárquicas, que, respetivamente, serão Dilan Granjo e Ana Luzia Cruz. Para breve, ficou a apresentação dos candidatos às Juntas de Freguesia que ainda é indefinido que seja para as seis.

“O caminho aberto em 2013 foi importante para nos dar a conhecer. Estamos com muita força para ganhar representação”, começou por dizer Dilan Granjo, de vinte e quatro anos e estudante de Mestrado em Ciência Política.

Para o candidato à Câmara da Mealhada, são muitos os problemas por resolver no concelho da Mealhada, tais como, “pensar-se numa rota de transportes públicos municipal; pensar em alternativas que colmatem os obstáculos que as pessoas com mobilidade reduzida sentem; arranjar forma de baixar a taxa de desemprego no Município; descentralizar a cultura para as freguesias; e falar em ordenamento do território”.

Ana Luzia Cruz, professora de profissão e delegada sindical, centrou o seu discurso precisamente no setor da Educação, principalmente, na municipalização. “O Bloco defende sempre a democracia e uma linha de diálogo. Achamos que o poder político tem obrigação de atrair os jovens que, neste momento, sentem que o futuro é uma incerteza”, declarou a candidata à Assembleia Municipal.

Sob o mote “é preciso coragem para mudar”, a cerimónia de apresentação dos candidatos contou com a presença de Moisés Ferreira, deputado do Bloco de Esquerda pelo círculo eleitoral de Aveiro  e vice presidente da Comissão Parlamentar de Saúde. “O nosso principal objetivo é o de continuar a melhorar a vida das pessoas. Tal como estamos a fazer a nível nacional, queremos ir mais além a nível local”, declarou o deputado Moisés Ferreira, garantindo que esta candidatura pretende também “que o Bloco de Esquerda saia reforçado em comparação com as últimas autárquicas”.