A comunidade paroquial da Pampilhosa terá, pela primeira vez, uma ordenação diaconal. A Missa de Ordenação de José Simões Laranjeira acontecerá, no próximo dia 25 de junho, pelas 16 horas, na Sé Nova de Coimbra, pelo Bispo da Diocese.

Ao «Bairrada Informação», Gonçalo Costa Moura, Catequista de Adultos e responsável pela pedagogia da Fé na Catequese Paroquial de Pampilhosa, explicou que “José Simões Laranjeira ainda frequentou o Seminário”, tendo sido “colega do atual Bispo e do Padre Carlos Godinho, pároco na freguesia do Luso”. “Uma história de amor, mudou a sua vida”, referiu Gonçalo Costa.

“Há cerca de quatro anos foi convidado pelo Padre Carlos Godinho, em nome da comunidade, para iniciar o Curso de Teologia Geral na Escola de Teologia de Coimbra onde esteve três anos”, continuou Gonçalo Moura Costa, explicando ainda que “no ano passado, José Simões Laranjeira foi instituído acólito e agora, depois de terminado o curso teológico e ter sido aceite pelo pároco e pela comunidade, bem como pela aceitação do Bispo, será ordenado Diácono Permanente”.

E qual é o papel do Diácono na Igreja? “Um diácono pode baptizar, abençoar matrimónios, assistir os enfermos com o viático, celebrar a Liturgia da Palavra, pregar, evangelizar e catequizar. Porém, não pode, ao contrário do sacerdote, celebrar o sacramento da Eucaristia (Missa), confessar e nem administrar a unção dos enfermos”, concluiu Gonçalo Costa.

Depois da Missa de Ordenação, em Coimbra, no dia 25 de junho, decorrerá, a 2 de julho, pelas 10 horas, a apresentação na Eucaristia Dominical, na Igreja da Pampilhosa.

No dia seguinte, 3 de julho, está agendado um jantar convívio, pelas 19h 30m, na Quinta das Muralhas, na Pampilhosa, com um custo de doze euros. Um encontro que está sujeito a inscrições através dos seguintes contactos: 965 504 791 (Natália Lourenço), 960 349 561 (Cristina Costa) e 964 031 454 (Manuel Branco).