A urbanização Quinta da Nora, no centro da cidade da Mealhada, vai receber o “MeaJazz”, o 1.º Festival de Jazz “do município e da região”, nos próximos dias 30 de junho e 1 de julho. As entradas são gratuitas e o painel de músicos proveniente de cinco países diferentes.

Jeff Davis Trio (Canadá) – apelidado de “melhor vibrafonista da atualidade a residir em Portugal” -, a pianista e cantora Andrea Bucko (Eslováquia), The Rite of Trio (Portugal), Jazz PA (Brasil / Portugal) – a 30 de junho; José Valente (Portugal), El Show de Dodó (Espanha) – cujo pianista toca de forma peculiar utilizando frutas e bolas de arte circense – e Orquestra de Jazz de Leiria (Portugal) – a 1 de julho – são os cabeça de cartaz deste evento, que pretende “agitar” os habitantes e comerciantes da Quinta da Nora e todo o público em geral, que quiser assistir, até porque as entradas são gratuitas.

E os subgéneros de jazz são diversos: dixieland (1910), Swing das Big bands (1930 e 1940), bebop (1940), jazz latino (1950 e 1960) e o jazz de fusão (1970 e 1980), onde serão recordados músicos e compositores, tais como, Charlie Parker, Bessie Smith, Chet Baker, Count Basie, Duke Ellington, Ella Fitzgerald, Glenn Miller, John Coltrane, Louis Armostrong, Miles Davis ou Nat King Cole.

“O cartaz agrada a vários públicos, o anfiteatro da Quinta da Nora é diferente e julgo que estão reunidas as condições para o evento ser um sucesso”, declarou, Rui Marqueiro, presidente da Câmara Municipal da Mealhada, entidade organizadora do evento. Uma iniciativa que conta com uma parceria com a Motivos Alternativos – Associação Cultural de Coimbra e um apoio monetário de cinco mil euros por parte do Rei dos Leitões. Licínia Ferreira, gerente do restaurante, disse “gostar” de se associar “às coisas boas do concelho”.

Sobre o orçamento global do evento, o edil remeteu “para mais tarde, até porque a organização do evento ‘ainda não está fechada’”. “Hoje vamos falar de música e não de números”, disse, entre risos, o autarca, que se assume fã de jazz. “Tenho para aí trezentos CD em casa”, garantiu.

O Festival acontece aquando do evento desportivo “Kids Master Champions”, “um torneio que promete juntar, no concelho da Mealhada, mais de mil e quinhentos jogadores de futebol de todo o mundo e que terá como patrono Vítor Baía”. “Queremos, nesta altura, proporcionar animação diversa a quem cá está”, explicou Rui Marqueiro.

O autarca disse ainda que a participação dos comerciantes da Quinta da Nora será fundamental. “Eles têm primazia sobre o evento para fazerem o que entenderem nesses dias. Ontem tive na Câmara uma reunião com eles e foi dada uma ideia, pelos lojistas, que pode resultar muito bem. Estes contactos com a população são muito interessantes!”, acrescentou.

Para encerrar o festival, “e se tudo correr bem”, “haverá uma figura pública que irá surpreender o público com uma inesperada performance”, assegurou Rui Marqueiro que, no final da conferência que se realizou na manhã de 2 de junho, foi surpreendido com uma música, cantada e tocada ao vivo, de Miguel Silva, do Luso.