As iniciativas de inovação e empreendedorismo social, o programa “Portugal Inovação Social”, e o financiamento disponível no âmbito do quadro comunitário Portugal 2020 estiveram em evidência numa sessão informativa realizada em Anadia, no auditório do Museu do Vinho Bairrada, no passado dia 20 de abril.

Dirigida às instituições sociais do concelho de Anadia, esta iniciativa permitiu apresentar “Portugal Inovação Social”, “o primeiro programa de um Estado membro da União Europeia destinado à dinamização da inovação social, financiada por fundos estruturais europeus”. Criado no âmbito do Portugal 2020, irá mobilizar fundos que rondarão os cento e cinquenta milhões de euros, destinados à “dinamização do ecossistema potenciador de iniciativas de inovação e empreendedorismo social (IIES) em Portugal” e à “criação de práticas de investimento social que tragam novos atores (empresas e investidores privados) e maior escala ao financiamento e apoio à inovação na economia social”.

As IIES “abordam problemas da sociedade que são negligenciados ou para os quais não há ainda respostas eficazes” e “são, idealmente, simples na conceção, replicáveis para outros contextos e assentes em recursos de baixo custo e abundantes, utilizando modelos de negócio escaláveis e desenvolvidos com o envolvimento da comunidade”.  Na sessão, foram divulgados os quatro instrumentos para o seu financiamento com dotações do Fundo Social Europeu (FSE): capacitação para o investimento social, parcerias para o impacto, títulos de impacto social, e fundos para a inovação social.

No final da sessão, a equipa técnica responsável pela apresentação do “Portugal Inovação Social” visitou duas instituições do concelho de Anadia onde estão a ser desenvolvidas outras tantas iniciativas inovadoras: os projetos “CuidArte”, na ASAC – Associação Social de Avelãs de Caminho, e “Mais Idade, Mais Saúde”, no Centro Social Nossa Senhora do Ó de Aguim.

 

Fonte: Município de Anadia