Chama-se Rafaela Mortágua, tem dezoito anos de idade e é natural da Pampilhosa. O seu nome tem corrido as redes sociais nas últimas horas devido à participação no programa televisivo “Got Talent”, em que arrecadou três “sim”, conquistando os elementos do júri com uma música da sua autoria tocada ao piano.

“O piano surge na minha vida aos onze anos quando o meu irmão me ‘apresentou’ algumas músicas de uma pianista internacional”, declarou, ao «Bairrada Informação», Rafaela Mortágua, que confessa ter ficado “rendida” e quis logo “começar a aprender”.

“Comecei a tentar tocar as músicas de ouvido, aprendi algumas através do youtube e aos treze anos comecei a compor”, disse-nos Rafaela, a pianista auto didata, que apresentou no “Got Talent”, um tema totalmente da sua autoria, numa gravação realizada a 26 de fevereiro.

A música entra na vida de Rafaela “pelas mãos” da Filarmónica Pampilhosense, onde a jovem aprendeu a tocar flauta transversal, durante quatro anos. Aos quinze “partiu” para o Conservatório de Coimbra para aperfeiçoar este instrumento.

O piano, esse quis Rafaela conhecê-lo sozinha e mostrar esse lado “ao mundo”. A sua participação no “Got Talent”, transmitida na noite de 23 de abril, não continua porque para as Galas apenas são escolhidos vinte e quatro. Mas Rafaela Mortágua não desanima: “Hoje recebi muitos telefonemas e as pessoas elogiam o que viram. Fico feliz com a visibilidade e espero que possam surgir novas oportunidades e até convites para tocar”.

Natural da Pampilhosa, Rafaela estuda Biologia na Faculdade de Coimbra, tendo passado pela Escola Secundária da Mealhada, de onde saiu no décimo primeiro ano para prosseguir os estudos numa escola secundária de Coimbra.

Imagem do Facebook de Rafaela Mortágua