A presença do Município da Mealhada na Feira de Turismo de Lisboa – BTL foi um sucesso. O referido Município esteve em destaque com os vinhos, a gastronomia, com especial relevo para o leitão, as termas, a Mata Nacional do Bussaco e até com a divulgação de eventos desportivos.

Esta vigésima nona edição da BTL foi, claramente, de afirmação para o concelho da Mealhada. Tirando partido dos seus ícones gastronómicos, desportivos, turísticos e naturais, a Mealhada esteve no centro das atenções, nomeadamente no stand da Turismo Centro Portugal, com a apresentação da candidatura da Mata Nacional do Bussaco a património da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a IMG_0004 1+Ciência e a Cultura), a apresentação da Mealhada Kids Master Champions, um evento desportivo que se realizará em junho e que envolve cerca de mil e quinhentos atletas de todo o mundo, com as degustações de leitão e com a demonstração de samba, feita pelo GRES (Grémio Recreativo Escola de Samba) Batuque. Uma “dinâmica de promoção turística e dinamização de iniciativas que mexem com a economia local”, sublinhou Pedro Machado, presidente da Região de Turismo do Centro.

O stand da Autarquia, que funcionou como uma montra dos ícones de excelência do concelho, foi uma roda-viva de gente que procurava saber mais sobre a Mealhada. Provar o leitão, mas também a doçaria e os vinhos 4 Maravilhas da Mesa da Mealhada, degustar as infusões da Mata do Bussaco, conhecer melhor as Termas do Luso. Ponto alto foi a visita do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que além de ser brindado com espumante e um leitão (oferecido pelo restaurante “O Castiço”), prometeu uma visita, para breve, à Mata Nacional do Bussaco.

Rui Marqueiro, presidente da Câmara da Mealhada, esteve em permanência na BTL e, além do contacto com público e imprensa, focalizou a sua atenção nos operadores turísticos nacionais e estrangeiros, procurando incluir a Mealhada nos principais roteiros turísticos. “É essencial tirarmos partido desta presença com contactos que podem ter uma repercussão significativa a nível da economia local, até porque temos argumentos que podemos apresentar internacionalmente, como o facto de termos sido considerados Destino Gastronómico em 2016, o património natural e cultural da Mata do Bussaco ou as nossas instalações desportivas capazes de receber eventos internacionais”, sublinha o autarca.

Outro espaço sempre com lotação esgotada foi o restaurante convidado pelo Município, este ano, “O Castiço”, proveniente da Mealhada, que na área da restauração, defendeu as “4 Maravilhas da Mesa da Mealhada: Água, Pão, Vinho e Leitão.

 

Fonte: Câmara da Mealhada